Etanol: Primeiro Mês Oficial da Safra no Centro-Sul Marcado Por Queda nos Preços – Investing.com

O primeiro mês oficial da safra sucroalcooleira (2018/19) no Centro-Sul foi marcado pelas bruscas quedas dos preços dos etanóis hidratado e anidro no mercado paulista. A maior oferta, devido ao início da moagem e aos maiores gastos nesse período, pressionou as cotações, mesmo com a demanda mais aquecida ao longo de abril.

A média dos preços das semanas cheias de abril do etanol hidratado no estado de São Paulo foi de R$ 1,5293/litro, forte baixa de 17,8% quando comparada à de março. Para o etanol anidro, houve baixa de 10,4% em relação ao mesmo período de comparação, fechando a R$ 1,7266/litro em abril – ambos consideram somente o mercado spot.

Volumes expressivos de etanol hidratado foram negociados pelas usinas paulistas, o que evidencia a maior demanda no mês. Isso ocorreu em função da vantagem do hidratado frente à gasolina C nas bombas de São Paulo. Após quatro meses de relação superior a 70%, o biocombustível voltou a ser competitivo em abril. A média do etanol hidratado foi de R$ 2,809/litro e da gasolina C, de R$ 4,016/litro e a relação passou de 72% em março para 69,9% na parcial de abril (até o último dia 26), segundo dados da Agência Nacional de (ANP). Em Goiás, a paridade segue favorável para o etanol, com relação de 68,1%.

O recuo no preço do hidratado nas unidades produtoras foi observado também em outros estados da região Centro-Sul, como Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Quanto ao mercado de etanol nordestino, os preços têm acompanhado esse movimento baixista, principalmente pelo maior fluxo do produto de GO, MG e SP com destino ao Nordeste.

Nesse cenário, os preços caíram nos estados de Pernambuco, Alagoas e Paraíba em abr/18, mesmo no período de entressafra. A média do Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado do estado de Pernambuco recuou 5,97% entre março e abril, fechando a R$ l,8436/litro (sem frete, sem ICMS e sem PIS/Cofins).

Em Alagoas, a média do Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado fechou a R$ 1,8362/litro (sem frete, sem ICMS e sem PIS/Cofins), baixa de 6,92% na comparação com o mês anterior. No estado da Paraíba, o Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado fechou em R$ 1,7644/litro (sem frete, sem ICMS e sem PIS/Cofins), queda de 6,16% frente a março.

Para o etanol anidro nos estados da região, não houve informações suficientes para compor uma média representativa em abril, devido ao período de entressafra. Além disso, a oferta de etanol anidro importado, que não é considerado na formação dos Indicadores, foi elevada.

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES – Os embarques de etanol anidro e hidratado somaram 74,1 milhões de litros em abril, 12,4% superior ao de mar/18. A receita foi de US$ 47,7 milhões, elevação de 13,4% no mesmo comparativo. Em moeda brasileira, a receita somou R$ 161,5 milhões em abr/18. Os dados são da Secex.

Dados mais recentes das compras brasileiras de etanol indicam que, em mar/18, foram importados 325,5 milhões de litros, quantidade 11,8% acima do registrado em mar/17. No fechamento da safra passada (17/18), o País importou cerca de 2,4 bilhões de litros de etanol, volume 72,5% superior ao importado na temporada 16/17 – também segundo a Secex.

Indicador semanal

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!