Inadimplência das empresas cresce 8,4% no Brasil em 12 meses – Exame

As empresas da região Sudeste lideraram os novos registros de devedoras em abril no País, com alta de 15,2% na mesma base de comparação

Por Caio Rinaldi, do Estadão Conteúdo

access_time 29 maio 2018, 20h55

São Paulo – A inadimplência das empresas teve alta de 8,4% no acumulado em 12 meses, em comparação ao período equivalente encerrado em abril de 2017, revela o Indicador de Inadimplência da Pessoa Jurídica, elaborado pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL). Já na análise contra o mês anterior, houve alta de 0,27% no número de empresas com contas em atraso.

As empresas da região Sudeste lideraram os novos registros de devedoras em abril no País, com alta de 15,2% na mesma base de comparação. As outras regiões do Brasil também registraram altas na análise de 12 meses: 3,99% no Sul; 2,99% no Centro-Oeste; 2,16% no Nordeste e no Norte, 2,03%. Os dados são antecipados pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, com exclusividade.

Na comparação com o resultado de abril de 2017, foi verificada alta de 7,14% no número de empresas devedoras no País.

Entre os segmentos pesquisados, o que apresentou maior crescimento dos calotes foi serviços, com alta de 8,76%. Na sequência, aparecem indústria (7,28%) e comércio (2,91%). O setor de serviços, inclusive, tem uma participação de 69,61% no total de dívidas em atraso. O comércio é alvo de 16,97% dos registros, enquanto a indústria corresponde a 12,41% do total.

Recuperação

A recuperação de crédito no Brasil também cresceu em abril, constatou o indicador. Foi apurada alta de 1,51% no acumulado de 12 meses encerrados no mês passado ante igual período do ano anterior.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!