ABPA diz que 163 unidades frigoríficas retomam atividade após greve – Exame

São Paulo – A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse que 163 unidades frigoríficas em todo o Brasil retomaram atividades até esta sexta-feira, após uma suspensão de abates e processamento devido à greve dos caminhoneiros nos últimos dias.

Em nota, a entidade que representa produtores disse que todas unidades produtoras e processadoras da avicultura e da suinocultura deverão restabelecer atividades e que a situação deverá recuperar o padrão normal em 60 dias.

“A retomada acontecerá de forma gradativa… os pontos onde ocorreram falta grave de ração estão sendo supridos. Até a próxima semana, os níveis de abastecimento de alimentos nas granjas deverão voltar à normalidade”, adicionou a associação.

A estimativa inicial da ABPA é de mais de 3 bilhões de reais em perdas para o setor, devido à comercialização prejudicada no mercado interno, animais mortos, custos logísticos e perdas de contratos de exportação, entre outros.

No auge da crise de desabastecimento gerada pela greve dos caminhoneiros, o setor enfrentou morte de milhões de aves e até mesmo canibalismo entre animais devido à falta de ração.

A ABPA afirmou ainda que haverá falta de produtos de aves, suínos e ovos nos supermercados e outros pontos de venda “até que a produção e a distribuição sejam completamente restauradas”.

A associação disse no início da semana que a greve já havia impedido a exportação de 120 mil toneladas de carnes de frango e suína desde o início dos protestos de caminhoneiros e que o número de aves mortas já chegava então a 70 milhões.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!