Casa Branca: China “rouba” US$ 100 bi por ano em propriedade intelectual – Exame

São Paulo – O diretor do Conselho de Assuntos Econômicos da Casa Branca, Kevin Hassett, afirmou nesta terça-feira que os Estados Unidos estão tentando impedir a China de “roubar” US$ 100 bilhões por ano em propriedade intelectual, referindo-se a objetivos da delegação americana nas negociações comerciais com o país asiático.

Em coletiva de imprensa, Hassett foi questionado sobre a visão bastante disseminada entre analistas do mercado de que as tarifas defendidas pelo presidente Donald Trump são um dos principais, senão o principal risco ao contínuo fortalecimento da economia dos EUA.

Mais cedo, o Wall Street Journal noticiou que, de acordo com fontes, Pequim teria oferecido um pacote pelo qual companhias chinesas comprariam US$ 70 bilhões a mais em produtos americanos dos setores agrícola e de energia por ano em troca de Washington abandonar o plano de levar adiante tarifas sobre US$ 50 bilhões em bens chineses, que é destinado justamente a combater o que os EUA consideram ser práticas injustas da China sob a perspectiva de propriedade intelectual.

Hassett defendeu a postura do atual governo em busca de “comércio justo” e declarou que seria “massivamente bom” para todo o planeta se outros países baixassem suas tarifas sobre importações embarcadas nos EUA ao nível das que Washington cobra deles.

Ele se referiu especificamente à União Europeia, apontando que o bloco aplica uma tarifa de 10% sobre a importação de carros americanos, enquanto os EUA cobram 2,5% sobre veículos europeus.

Ao apresentar dados coletados recentemente sobre o vigor da economia no país, Hassett ressaltou que os pedidos iniciais de seguro-desemprego estão atualmente no nível mais baixo desde a Segunda Guerra Mundial. “Não é comum haver indicadores econômicos hoje em dia que estejam melhores que naquele tempo”, comentou.

Na semana passada, o Departamento do Trabalho dos EUA informou que os pedidos de auxílio-desemprego caíram de 234 mil para 221 mil na semana encerrada em 26 de maio.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!