EUA deixam em dúvida se respeitarão decisões da OMC sobre o aço – Exame

A Casa Branca deixou nesta quarta-feira em dúvida se os Estados Unidos respeitarão as resoluções da Organização Mundial do Comércio sobre a disputa comercial envolvendo a taxação do aço.

China, Canadá e União Europeia recorreram à OMC após a decisão dos Estados Unidos, em 1º de junho, de elevar em nome da “segurança nacional” às tarifas sobre as importações de aço e de alumínio.

Questionado sobre se o governo Trump respeitaria as decisões da OMC, o principal conselheiro econômico da presidência americana, Larry Kudlow, declarou que os “Estados Unidos, como já disse o presidente (Donald Trump) em várias ocasiões, estão mais ligados em seus interesses nacionais do que qualquer outra coisa”.

“As organizações multilaterais internacionais não vão ditar a política americana. Penso que o presidente foi muito claro sobre isto”, disse Kudlow em entrevista coletiva em Washington, antes da Cúpula do G7 em Quebec neste final de semana.

“Mas ainda estamos interessados na OMC. O representante (americano do comércio) Robert Lighthizer apresentou queixas à OMC contra as práticas da China e de outras nações”, recordou Kudlow.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!