Empresa Quer Criar Maior Mineradora de Bitcoin do Mundo em Nova York – Portal do Bitcoin

A Coinmint, um dos maiores centros de dados de mineração de criptomoedas, como o Bitcoin, do mundo, anunciou o início das operações em Massena, em Nova York, nos Estados Unidos, de acordo com um comunicado de imprensa ao Cision PR Newswire na terça-feira (05).

O local escolhido para minerar bitcoins foi uma antiga fábrica de fundição de alumínio (Alcoa East Facility) com mais de 5 milhões de metros quadrados e 435 megawatts disponíveis.

O funcionamento ficará sob responsabilidade da subsidiária da empresa, North Country Data Center, que já investiu os US$ 50 milhões liberados pela Coinmint.

Com todos esses atributos espaço e valor investidos a nova mineradora será o maior centro de mineração de bitcoin do mundo, batendo até mesmo os chineses, que ainda são os maiores mineradores do planeta.

A Coinmint traçou um investimento de até US$ 700 milhões no projeto, o qual deve estar em pleno funcionamento em um ano. Cerca de 150 empregos diretos serão criados nos próximos 18 meses.

A pequena cidade de Massena de apenas 11 mil habitantes está ansiosa com a abertura das vagas de trabalho que, segundo a CCN, serão contratados profissionais de segurança, técnicos de  TI, eletricistas e uma equipe operacional. Eles vão se revezar nas operações que serão ininterruptas.

“A ideia de 150 empregos e a revitalização da Alcoa East Facility é animadora. Estamos prontos para prestar toda a assistência possível para levar este projeto ao seu potencial máximo”, disse Steve O’Shaughnessy, vereador e supervisor da prefeitura de Massena.

A Coinmint alugou o espaço da antiga fábrica por 10 anos. A companhia acredita que, mesmo com a volatilidade no preço do Bitcoin, haverá muito trabalho a fazer.

“Enquanto existirem as redes do Bitcoin a gente minera e lucra, pois tudo foi planejado pensando nessas vantagens”, disse Prieur Leary, diretor de tecnologia da empresa à CNBC.

Problema do preço do Bitcoin

Como o preço do bitcoin começou a despencar no final do ano passado e se manteve em queda neste ano, com uma volatilidade intensa, as atividades de mineração se tornaram menos lucrativa, principalmente para mineradores individuais, considerando que a energia elétrica não é barata na maioria dos países.

E esse foi um dos motivos principais para que a Coinmint escolhesse Massena, que possui fontes de energia mais baratas, como hidrelétricas e eólicas, reduzindo, assim, os custos na mineração.

“Os custos reduzidos da eletricidade nos permitirá uma rápida evolução na coleta de bitcoins, nos tornando bastante competitivos no mercado emergente global”, disse Kyle Carlton, representante da Coinmint.

 

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/

O post Empresa Quer Criar Maior Mineradora de Bitcoin do Mundo em Nova York apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!