Trump e Kim deixam bolsas da Ásia perto da estabilidade e apoiam won sul-coreano – Isto É

Os mercados acionários asiáticos viram poucas alterações nesta terça-feira à medida que os investidores acompanham o encontro histórico entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em Cingapura. Enquanto as bolsas apresentaram leves oscilações, o won sul-coreano foi o maior vencedor da noite e apresenta fortes ganhos em relação ao dólar, enquanto o iene e o franco suíço deram prosseguimento às perdas vistas no dia anterior. A menor cautela também gerou alta dos juros dos JGBs e queda do ouro.

Trump e Kim apertaram as mãos no início da cúpula, pouco depois das 22h (de Brasília) de segunda-feira, em um momento que representou uma reviravolta nas relações entre Washington e Pyongyang. O presidente americano disse a repórteres que esperava ter uma “grande conversa” com o norte-coreano, acrescentando que “é uma honra” receber o líder do país asiático para um encontro. “Teremos um ótimo relacionamento, não tenho dúvidas”, afirmou o americano.

Os movimentos das bolsas asiáticas foram pontuais. Para o economista Oliver Jones, da Capital Economics, “nem um avanço nas negociações nem outra briga verbal entre os dois líderes faria muita diferença nos mercados de ações no médio prazo”. À 0h57 (de Brasília), o índice Kospi, da Bolsa de Seul, caía 0,11%, aos 2.467,52 pontos, e o australiano S&P/ASX 200 subia 0,17%, aos 6.055,40 pontos.

Ativos considerados mais seguros, como o iene, o franco suíço, o ouro e os títulos da dívida pública japonesa foram deixados de lado pelos investidores. No horário acima, o dólar subia para 110,30 ienes e avançava para 0,9872 franco suíço. Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para entrega em agosto caía 0,12%, a US$ 1.301,60 por onça-troy. Já o yield do JGB de 10 anos subia de 0,044% para 0,051%, na máxima do dia.

De acordo com o chefe de ações japonesas do UBS Wealth Management, Toru Iabayashi, a queda do iene mostra as esperanças do mercado em relação à cúpula. Os investidores estão esperando uma moeda mais fraca em solo japonês para poder comprar ações, especialmente com a onda vendedora do último trimestre, que tornou papéis de companhias do Japão mais acessíveis. “Eles têm muitos motivos para recomprar e hoje é um bom dia para isso”, disse. Em Tóquio, o índice Nikkei se favoreceu do iene mais fraco e avançava 0,32%, aos 22.876,50 pontos.

Já o won sul-coreano foi o maior favorecido da sessão. Para estrategistas do Goldman Sachs, caso haja um acordo entre os líderes para a desnuclearização da Península Coreana, “isso poderia implicar no início de uma normalização nas relações entre as Coreias”, o que apoiaria os ativos sul-coreanos. No horário acima, o dólar recuava de 1.087,11 wons no fim da tarde de segunda-feira para 1.073,40 wons. (Com Dow Jones Newswires)

O post Trump e Kim deixam bolsas da Ásia perto da estabilidade e apoiam won sul-coreano apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!