TST dá aumento abaixo da inflação para funcionários de estatais – Exame

Após impasse nas negociações entre governo e trabalhadores, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu nesta segunda-feira, 11, que servidores federais de quatro estatais deverão receber reajuste salarial ligeiramente inferior à inflação no dissídio que deveria começar a ser pago em 1º de maio de 2017. O reajuste, que era tema de impasse há mais de um ano, trata do salário de empregados das federais Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Valec Engenharia, Embrapa e Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

A decisão do TST usou como base a jurisprudência de conceder aumento de salário com índice “pouco inferior” ao registrado na inflação. Para a decisão anunciada nesta segunda, o Tribunal usou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) calculado pelo IBGE e que acumulou alta de 3,99% nos 12 meses até o dissídio questionado dessas categorias.

Para os trabalhadores da CBTU e da Valec, ficou acertado aumento salarial de 3,98% com efeito retroativo aos salários a partir de 1o de maio de 2017. O reajuste também será aplicado a auxílios diversos, como alimentação, creche, seguro de vida e plano de saúde. O reajuste ficou em 3,97% para o salário de abril da Embrapa e o mesmo porcentual para a folha de maio no caso dos servidores da Codevasf.

Todas as decisões foram por maioria e o ministro Ives Gandra Martins Filho, que propunha aumento de 3,90%, foi voto vencido pelos demais.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!