BC faz restrições à compra de 49,9% da XP pelo Itaú – Valor

O Banco Central está exigindo mudanças significativas no acordo da compra de fatia da XP Investimentos pelo Itaú como condição para aprovar o negócio, anunciado há pouco mais de um ano e já aprovada pelo Cade. A solução preferida pela autoridade monetária é que o Itaú adquira participação acionária inferior aos 49,9% da XP. No entendimento do BC, esta seria a forma mais eficiente de garantir que a independência da plataforma de investimentos será preservada.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!