Greve dos caminhoneiros eleva em 4,50% cesta básica em São Paulo

Pesquisa do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP), divulgada hoje (13), indica que a cesta básica de maio, período de abastecimento afetado pela greve dos caminhoneiros, teve uma alta de 4,50%, a maior variação desde janeiro de 2016. Dos 39 produtos pesquisados, 27 aumentaram de preço e 12 diminuíram.

O levantamento, feito em conjunto com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), apontou que o preço médio da cesta básica, que em 30 de abril era de R$ 652,85, passou para R$ 682,25 em 30 de maio.

Por grupo, foram encontradas as seguintes variações: alimentação, 5,17%; limpeza, 0,54%; e higiene pessoal, 0,73%.

A variação no ano é de 4,71% (base 26/12/2017). A batata foi a grande vilã com 144,74% do aumento em maio, seguida pela cebola com 31,50%. As maiores quedas foram alho (kg) (-4,74%) e café em pó (500g) (-3,17%).

Edição: Kleber Sampaio

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!