BC do Chile mantém taxa básica de juros inalterada em 2,5% – Exame

São Paulo – O Banco Central do Chile (BCCh) manteve a taxa básica de juros da economia inalterada em 2,5% ao ano em reunião de política monetária realizada nesta quarta-feira.

Em comunicado divulgado após a decisão, o BCCh comentou que as perspectivas de crescimento global não mostram grandes mudanças e sugerem uma expansão superior à do último triênio.

A autoridade monetária chilena destaca que, nos Estados Unidos, indicadores de preços, emprego e salários apontam para a existência de maiores pressões inflacionárias, ao contrário do que ocorre na Europa, onde a inflação parece mais contida. “Isso tem provocado que as expectativas do mercado adiantem um processo de normalização mais rápido dos juros nos EUA”, disse o BCCh.

O banco central apontou, ainda, que tem observado um menor apetite por ativos considerados mais arriscados, o que tem depreciado as moedas de economias emergentes. “Em todo caso, as perspectivas de crescimento não variaram significativamente e a maioria dos dados de curto prazo não apresentou grandes alterações”, afirmou o BCCh.

“A exceção é de alguns países da América Latina nos quais o ajuste das condições financeiras se somou a fatores idiossincráticos, dando margem à revisão em baixa das projeções de crescimento”, disse a autoridade monetária chilena, ressaltando os casos da Argentina e do Brasil.

Sobre a economia chilena, o banco central do Chile comentou que os dados de atividade e demanda confirmam uma recuperação sustentada da economia e que a inflação continua em torno de 2% anuais.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!