Arábia Saudita confirma aumento de produção de petróleo – Exame

O rei da Arábia Saudita vai aumentar a produção após pedido do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Por EFE

access_time 30 jun 2018, 15h22

Riad – O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdul Aziz, confirmou neste sábado que se comprometeu a aumentar a produção de petróleo do país após receber um pedido do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Os dois conversaram por telefone. Na ligação, segundo a agência oficial saudita “SPA”, o monarca manifestou ao presidente americano o compromisso dos países produtores de “fazer esforços” para compensar qualquer potencial de déficit de fornecimento.

Trump e o rei Salman também expressaram apoio à manutenção da “estabilidade” no mercado de petróleo e do crescimento da economia global, de acordo com o comunicado da “SPA”.

O presidente americano revelou no Twitter que tinha pedido ao monarca saudita que aumentasse a produção do petróleo em até 2 milhões de barris diários para conter a alta das cotações e compensar assim a “agitação” no Irã e na Venezuela.

“Os preços estão altos demais! Ele concordou!”, escreveu Trump na rede social, citando a resposta que recebeu de Salman.

O valor do barril de petróleo, que chegou a custar menos de US$ 30 em janeiro de 2016, agora está em US$ 75, maior preço desde 2014.

Na semana passada, Trump tinha pedido aos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) a aumentar “substancialmente” a produção para manter os preços baixos.

Na última sexta-feira, a Opep e seus aliados decidiram elevar a produção em 1 milhão de barris diários. No entanto, o efeito na oferta seria de uma alta de 600 mil barris.

Não está claro se o aumento revelado por Trump vai além do já acertado com a Opep. No entanto, a “Bloomberg” afirmou nesta semana que a companhia petrolífera estatal saudita, Saudi Aramco, planeja elevar a partir de julho sua produção para 10,8 milhões de barris diários devido às pressões dos EUA.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!