Toyota, BMW, Mercedes, Volkswagen: Setor Automotivo Investe em Blockchain – Portal do Bitcoin

Atualmente a tecnologia Blockchain é uma das inovações tecnológicas mais procuradas pelo setor automobilístico, este que também está entre os mais inovadores.

As fabricantes de veículos sempre estiveram antenadas em qualquer novidade tecnológica e ao longo do tempo as empresas têm focado cada vez mais no fenômeno da tecnologia que surgiu com o Bitcoin.

Segundo publicação da Cointelegraph, umas das inúmeras aplicações da nova tecnologia no setor pode ser vista há duas semanas na feira digital ‘Cebit 2018 Expo’, na Alemanha.

IOTA e Volkswagen exibiram uma prova de conceito usando o sistema Tangle da IOTA em carros autônomos. o Tangle é o nome da rede que mantém a criptomoeda IOTA, uma ‘blockchain’ diferente da do Bitcoin.

Porém, não é só num veículo em si que o blockchain tem estado presente.

A BMW, por exemplo, usa a tecnologia para rastrear o cobalto (elemento usado na produção de baterias) a fim de garantir a mineração ética e também coibir o trabalho infantil nas minas do Congo, o país que produz mais da metade do minério usado no mundo.

A Mercedes apresentou seu projeto de direção segura que bonifica motoristas com criptomoedas. A Porsche, com seus vários aplicativos fundamentados no blockchain, está no mesmo caminho inovador.

Grandes empresas de outros setores também se aproximam cada vez mais da nova era digital. A IBM já apresentou sua Hyperledger, um criador de estruturas de blockchain.

A Bosch, que é uma das líderes na corrida por patentes, participa de um empreendimento em conjunto com Ford, Renault e General Motors no programa ‘Mobility Open Blockchain Initiative’ (MOBI), ‘mobilidade via blockchain’, em português.

Dessa forma, essas empresas promovem a inovação, bem como garantem sintonia para o futuro.

Blockchain e Toyota

A Toyota é outra gigante que deve aderir à nova tecnologia, visto já ter um projeto em andamento (Consórcio R3CEV), desde 2016, que vai ‘pedir’ um blockchain para o gerenciamento de sua cadeia de suprimentos automotivos e também para a conexão da frota.

A Renault é que não está sendo tão ousada e apenas o foco no uso do blockchain para armazenar informações dos seu clientes parece remeter a uma estratégia diferenciada das outras fabricantes de veículos.

A montadora alemã de autopeças, ‘ZF Friedrichshafen AG’, formou uma parceria com a empresa suiça de serviços financeiros, ‘UBS’ e a startup local ‘Innogy Innovation Hub’ para desenvolver a ‘Car e-Wallet’, baseada em blockchain.

O sistema Car e-Wallet vai facilitar os pagamentos on-line de pedágios, estacionamentos, aluguéis, entre outros.

Ao analisar apenas essas áreas em que a indústria automotiva está começando a usar o blockchain, vemos uma ideia do quanto essa tecnologia pode ser poderosa para impulsionar a fabricação de carros, opinou a Cointelegraph.

Outra mudança que também pode acontecer é a partir de soluções de mobilidade, que incluem serviços de compartilhamento de carona e sistemas autônomos. Neste caso, a tecnologia blockchain pode criar um grande impacto no monopólio de empresas, como a Uber tem sobre serviços de táxi.

O futuro dos automóveis está recebendo um upgrade graças à tecnologia blockchain, ainda que tardia, pois só agora ela está sendo utilizada. E para os mais atrasados, compreendida.

Bancos, corporações, governos, todos creem que a tecnologia veio para inovar em todas as áreas e em âmbito mundial. Um claro exemplo é o governo da China que proíbe criptomoedas, mas tem até equipes para tratar sobre o futuro tecnológico do país com o uso do blockchain.

 

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/

O post Toyota, BMW, Mercedes, Volkswagen: Setor Automotivo Investe em Blockchain apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!