A Bolha Não é o Bitcoin – Parte 2 – Portal do Bitcoin

Na primeira parte discutimos as razões pelas quais quase todos nós entramos no mercado das criptomoedas: para ganhar dinheiro.

Não havendo nada de errado com isso, acredito que devemos ter alguma preocupação em mente para, pelo menos, tentarmos perceber como podemos ter lucro contribuindo também para um crescimento sustentável do mercado das criptomoedas.

Assim, nesta segunda parte vamos analisar como poderão as criptomoedas realmente crescer em termos de adoção.

*Este artigo expressa apenas a minha opinião pessoal. Não serve, em qualquer circusntância, de aconselhamento financeiro. Cada um é sempre responsável pelo seu dinheiro e pelos seus investimentos.

O por quê da estagnação do mercado?

Para chegar ao fundo dessa questão, primeiro precisamos nos preocupar com a adoção.

Pessoalmente, acredito que existem três razões que podem levar ao aumento crescente da adoção mundial de criptomoedas:

  1. Uma melhor interface de usuário;
  2. Uma melhor redistribuição de dinheiro;
  3. Contratos padronizados multisig / escrow.

Se você acha que esqueci da escalabilidade, das taxas de transação ou do tamanho do bloco, fique tranquilo, que não esqueci. Para mim, esses não são problemas reais; à medida que a rede cresce em segurança (mais mineradores), na adoção de usuários e na comunidade de desenvolvedores, acredito que veremos esses problemas sendo resolvidos. Alguns outros aparecerão, é claro, mas essa é a natureza da inovação.

Você precisa quebrar coisas para construir coisas novas, então não são os problemas técnicos que me assustam, para ser honesto; os valores e caminhos que escolhemos para apoiar nossa tomada de decisão, é o que me preocupa realmente.

Mas nós iremos abordar esse tema na terceira e última parte.

Então, por que a interface do usuário no topo da lista? Resposta simples: você seria capaz de usar a internet sem o DNS estar ativo? Se você não entender a pergunta, deixe-me reformular: seria fácil, se em vez de acessar https://portaldobitcoin.com, você precise de conhecer vários endereços IP diferentes para poder se conectar?

Tenho certeza de que você não gostaria nada disso.

Aplicativos fáceis de usar, que fazem a ponte entre a infraestrutura e o usuário, são a chave que pode desbloquear esse quebra-cabeça.

O primeiro desafio real é tornar a criptomoeda indistinguível da moeda digital fiduciária digital. Precisamos de maneiras de proteger os usuários de tomar decisões erradas: como  manter suas moedas em exchanges, acessar websites por meio de anúncios ou manter todos os recursos em um único lugar. Para conseguir isso, temos duas principais escolas de pensamento a seguir.

A. Aprender fazendo ou,
B. Regulando os mercados.

Como a regulamentação é geralmente o ponto a evitar, especialmente durante os estágios iniciais de desenvolvimento de qualquer nova tecnologia, devemos educar as pessoas e permitir que tomem decisões erradas. É difícil perder o seu dinheiro, eu entendo porque já me aconteceu. Também fui enganado, tomei decisões erradas sobre onde guardar meu dinheiro, perdi chaves privadas e assim por diante.

Qual é a única coisa boa disso?

Cada vez que eu falhei, aprendi algo que me ajudou a tomar melhores decisões no futuro.

O que os “especialistas” geralmente não dizem é que você não deve ter medo de falhar, especialmente se estiver começando em um novo campo.

Considere o seguinte: quanto mais cedo você falhar, mais cedo você aprenderá. Isto é, se eu não tivesse cometido todos esses erros no passado, provavelmente os faria mais tarde. Isso significa que poderia, por ventura, perder muito mais dinheiro no futuro!

A lição mais difícil que todos aprendemos com o tempo é que não há salvaguardas na vida real. Um comentário estúpido no Twitter pode custar seu emprego; um clique no anúncio errado pode infectar seu computador; apenas estar no lugar errado na hora errada pode mudar drasticamente a sua vida.

Precisamos aceitar que não controlamos a maioria das coisas que aparecem em nosso caminho. De uma coisa eu tenho certeza: bloquear pessoas de investir porque isso é do seu melhor interesse é simplesmente um lógica idiota.

Por quê?

Parece-me absurdo limitar a participação das pessoas no mercado, apenas porque não detêm conhecimento para tal.

Oh, eu entendo, eles estão “nos protegendo”. Certo, mas porque não criar programas educacionais? Por que não tentar educar, ou incentivar a educação das pessoas em geral, em vez de simplesmente banir ou tentar bloquear o acesso a novos modelos de financiamento e trocas financeiras?

Para além disso, caso não esteja a cometer nenhuma ilegalidade, deixe-me fazer coisas estúpidas e tomar decisões incrivelmente irracionais.

É assim que aprendo.

Quero dizer…

Se não tem problema em jogar no casino e fazer empréstimos financeiros, não deveria haver problema em transacionar criptomoedas livremente.

Se não há problema em compartilhar meus dados com outras empresas, pelo maior lance, então não haverá certamente problemas em deixar-me gerar receita conforme achar melhor.

Em segundo lugar, todo mundo toma decisões erradas em algum momento. Nenhuma exceção aqui. Se alguém lhe disser como eles estão certos sobre um determinado evento, corra como o vento. Honestamente, nada é certo, muito menos em um mercado não regulamentado, sujeito à vontade das baleias e dos investidores institucionais.

Até os maiores especialistas cometem erros.

Você segue, por exemplo, o brilhante Andreas Antonopoulos? Você sabia que seu co-autor em “Mastering Bitcoin”, uma bíblia em blockchain para muitos entusiastas da criptomoeda, foi o responsável pela criação da carteira Parity que foi hackeada há não muito tempo?

Você acha que ele foi um idiota por confiar nessa pessoa?

Esta é a dura verdade que você não lê muitas vezes. As pessoas cometem erros e coisas ruins acontecem. O que importa são as intenções e valores sobre os quais as decisões foram tomadas.

Seja um piloto de avião comercial que não conseguiu contabilizar o tempo corretamente ou um médico que não conseguiu diagnosticar uma doença, as pessoas às vezes tomam decisões erradas que levam a resultados destrutivos. Esses eventos, no entanto, podem ter um impacto positivo nas futuras gerações, porque os seres humanos têm a capacidade de aprender com os erros deles e dos outros.

O pensamento crítico é fundamental para a criptomoeda, já que não podemos impor muitos regulamentos sobre algo que já está internamente regulado.

É por isso que o Bitcoin funciona, pois sua mecânica interna de consenso promove o bom comportamento e pune os maus atores.

Se você se pergunta por que precisamos desacelerar a regulamentação, pense no que o estado atual das finanças está fazendo para o mundo. Há uma clara separação e segregação de classes, pois os ricos podem investir enquanto os pobres só conseguem trabalhar para obter um salário

Dane-se isso. Faça o dinheiro trabalhar para você.

Esta não é uma ideia nova, nem sequer relacionada com a criptomoeda, mas é uma ideia importante. Talvez a história do pai rico, pai pobre, possa ser uma inspiração para você, sobre como olhar para o dinheiro.

Na terceira e última parte, iremos finalmente discutir como a criptomoeda poderá realmente ser o ativo mais importante na distribuição de poder, através da tokenização das empresas e da economica e dos contratos multisig.

O post A Bolha Não é o Bitcoin – Parte 2 apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!