BNDES aprova R$ 20 milhões em operações de microcrédito – Valor

RIO  –  O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou em comunicado aprovação de duas operações no âmbito do programa BNDES Microcrédito, ambas no valor de R$ 10 milhões. Uma seria para o Instituto Estrela de Fomento ao Microcrédito (Patos/PB) e outra para a Instituição de Crédito Solidário – Credisol (Criciúma/SC).

De acordo com cálculos do banco, com as operações, são contabilizados até o momento R$ 1,13 bilhão desembolsados para o microcrédito produtivo desde 2005, com efeito multiplicador, na ponta, de R$ 6,25 bilhões.

O banco de fomento informou ainda que os recursos, concedidos por meio do produto BNDES Microcrédito, permitiram a realização de 1,63 milhão de operações, no valor de até R$ 20 mil, com juros de até 4% ao mês.

Ao detalhar sobre os tomadores do empréstimo, o BNDES informou que o Instituto Estrela foi fundado em 2005, uma associação civil sem fins lucrativos com sede em Patos (PB) e atuante em 64 municípios do interior paraibano. Já a Credisol foi fundada em 1999 com o apoio da Agência de Fomento de Santa Catarina S.A. – Badesc, sendo associação civil sem fins lucrativos com sede em Criciúma (SC) e atuante em 27 municípios do extremo sul-catarinense.

A instituição de fomento lembra que o BNDES Microcrédito financia capital de giro e investimentos produtivos de atividades de pequeno porte, como obras civis e compra de máquinas, equipamentos, insumos e materiais. O produto é voltado para trabalhadores formais e informais, inclusive Microempreendedores Individuais (MEIs), como costureiros, pipoqueiros, borracheiros, cabeleireiros, jornaleiros, marceneiros, artesãos etc. Os recursos são repassados aos microempreendedores por meio de agentes operadores habilitados como Instituições do Microcrédito Produtivo Orientado (IMPO).

Em comunicado, o banco disse ainda que o tíquete médio por operação nesta linha é de R$ 3,8 mil e taxa de inadimplência inferior a 5%. O custo financeiro do empréstimo ao microempreendedor varia de acordo com o tipo de agente operador, limitado ao teto de 4% ao mês, mais uma Taxa de Abertura de Crédito de até 3% do valor do financiamento.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!