China Alivia Parte dos Mercados. Feriado Reduz Volume – Investing.com

Após o alívio internacional ontem, após o BC chinês indicar que deve lutar agora pela estabilidade do Yuan, com o fim do ciclo de desvalorização da divisa, o conselho estatal chinês indicou hoje que o país não fará o primeiro “disparo” na guerra comercial contra os EUA.

São duas informações importantes na redução pela aversão ao risco, num cenário em que mercados emergentes sofrem em conjunto com o ciclo de dissolução de posições por parte de economias centrais.

O Yuan estável tira parte do ímpeto global do e reforça, ao menos no curto prazo, a visão de que a China quer discutir em melhores termos os avanços protecionistas americanos.

Localmente, a produção industrial deve ser um dos indicadores mais sensíveis a demonstrar o resultado da paralisação de maio, com queda acima de 10% somente em maio.

CENÁRIO POLÍTICO
O ex-presidente não desiste e em carta, reafirma sua “candidatura”, mesmo na impossibilidade jurídica do mesmo.

Ficou clara a intenção de jogar o processo à turma mais simpática a ele e ao seu partido nas declarações e as ações de tal turma, como na soltura de Dirceu deixou nítida tal posição.

No lado político, Alckmin busca apoio do centrão dando espaço para a indicação do vice, afastando um pouco a aproximação com Meirelles, que pode morrer à mingua.

O DEM e o PSB continuam como fieis da balança no processo, demonstrando que o presidencialismo de cooptação, como citou o ministro da justiça, está longe de acabar.

Bolsonaro continua no mesmo ciclo, onde não chega a agradar exatamente os setores que se preocupam com seu posicionamento econômico, mas encontra ferrenhos defensores de pautas fora de tal espectro.

CENÁRIO DE MERCADO
A abertura na Europa é sem rumo e os futuros NY operam em alta, sendo os únicos a funcionar no feriado americano.

Na Ásia, o fechamento foi negativo, com temores pela guerra comercial.

O dólar opera em leve alta contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries não operam.

Entre as commodities metálicas, alta generalizada, com exceção para queda na .

O abre em queda em NY e leve alta em Londres, com discussões sobre oferta e preço.

O índice de volatilidade abre em alta acima de 3,4%.

INDICADORES
CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 3,8972 / -0,36 %
Euro / Dólar : US$ 1,16 / -0,189%
Dólar / Yen : ¥ 110,53 / -0,054%
Libra / Dólar : US$ 1,32 / 0,061%
Dólar Fut. (1 m) : 3905,43 / -0,47 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Julho 19: 7,67 % aa (-0,12%)
DI – Janeiro 20: 8,34 % aa (0,72%)
DI – Janeiro 21: 9,32 % aa (0,76%)
DI – Janeiro 25: 11,40 % aa (0,35%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: 1,14% / 73.668 pontos
: -0,54% / 24.175 pontos
: -0,86% / 7.503 pontos

: -0,31% / 21.717 pontos
: -1,06% / 28.242 pontos
: -0,43% / 6.183 pontos

ABERTURA
: -0,068% / 12340,71 pontos
: 0,260% / 5330,60 pontos
FTSE: -0,180% / 7579,64 pontos

Ibov. Fut.: -0,19% / 74174,00 pontos
S&P Fut.: 0,369% / 2723,30 pontos
Nasdaq Fut.: 0,384% / 7050,75 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: 0,23% / 85,93 ptos

Petróleo WTI: -0,49% / $73,78
:0,39% / $78,06

: 0,17% / $1.254,82
: -0,06% / $64,09

: -0,50% / $16,02
: 1,56% / $342,75
: 0,51% / $108,35
: -1,47% / $11,39

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!