Boi: Volume Exportado Cai, Mas Preço da Carne em R$/t é Recorde – Investing.com

Em junho, o volume de carne bovina in natura exportado pelo Brasil foi de apenas 54,4 mil toneladas, o mais baixo desde janeiro/11, de acordo com dados da Secex. O preço recebido em Reais pela tonelada da carne brasileira, no entanto, superou os R$ 19 mil no mês passado, um recorde, o que, por sua vez, amenizou a queda na receita total de junho. De acordo com pesquisadores do Cepea, a baixa quantidade de carne embarcada no mês passado pode estar atrelada à greve dos caminhoneiros no final de maio, que impediu que cargas saíssem dos frigoríficos e entrassem nos portos. Além disso, o preço da tonelada da carne brasileira em patamar recorde também pode ter limitado as compras por parte de alguns países, já que reduz a competitividade da proteína nacional. Quanto ao mercado interno, valores bastante dispersos têm sido relatados no mercado de animais para abate neste início de julho, refletindo a efetivação de negócios diferenciados. Entre 27 de junho e 4 de julho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa do subiu 0,17%, a R$ 139,50 nessa quarta-feira, 4.

SUÍNOS: COTAÇÕES SÃO PRESSIONADAS POR FRACAS DEMANDAS INTERNA E EXTERNA

Os preços mais altos registrados na primeira quinzena de junho em praticamente todas as regiões acompanhadas pelo Cepea esbarraram em demandas interna e externa enfraquecidas. Com a menor procura, a liquidez nos mercados de suíno vivo e de carne diminuiu, resultando em quedas nos preços do animal e da proteína neste início de julho. Agentes do setor consultados pelo Cepea relatam que o baixo ritmo de negócios é ainda reforçado em dias de jogo do Brasil na Copa do Mundo. Quanto às exportações de carne suína in natura, em junho, registraram os menores volume e receita desde fevereiro de 2015, somando, respectivamente, apenas 29,8 mil toneladas e US$ 58 milhões, de acordo com a Secex. O volume está 27,5% abaixo do verificado em maio/18 e 38,9% inferior ao de junho/17. Em relação à receita, as quedas são de 30,5% e de 59%, respectivamente.

TOMATE: PREÇOS SEGUEM EM QUEDA EM TODO O PAÍS

Segundo pesquisas do Cepea, os preços do tomate salada longa vida seguem em queda em todo o País, devido à oferta elevada da safra de inverno e ao período de final de mês. Entre 25 e 29 de junho, o 3A foi comercializado no atacado de Campinas, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte a R$ 24,17/cx de 20 kg, R$ 26,05/cx, R$ 21,84/cx e R$ 24,87/cx, respectivamente, baixas de 22,32%, 20,08%, 18,42% e 4,62% na mesma ordem. No dia 29, especificamente, as cotações começaram a dar sinais de aumento, e, segundo colaboradores do Cepea, devem reagir a partir desta semana, uma vez que grande parte das pencas das lavouras em safra já foi colhida e a maturação para as próximas semanas deve ser mais gradual em regiões como Mogi Guaçu (SP) e Araguari (MG).

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!