Acervo da EBC de quase meio século vai ser recuperado – Isto É

O presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), o embaixador Alexandre Parola, quer recuperar o acervo histórico da instituição de quase meio século que reúne fotos, vídeo e áudios. Ele criou um grupo de trabalho, integrado por funcionários da empresa, com o objetivo de revitalizar e buscar soluções de sustentabilidade para o patrimônio.

Carioca, Parola passou a vida no Rio de Janeiro e a memória da infância e juventude remete a parte do acervo a ser recupserado. “A Rádio Nacional e tudo relacionada a ela para mim sempre foi um modelo de comunicação pública”, afirmou.

O acervo reúne documentários, programas culturais e musicais da TVE do Rio de Janeiro – Marcelo Camargo/ Agência Brasil

 

O presidente disse que o objetivo do grupo de trabalho é garantir a preservação e a divulgação da memória da empresa. “A EBC está comprometida com a preservação dessa memória para a construção da identidade do país no presente e no futuro.”

Pelo levantamento preliminar, o acervo reúne documentários, programas culturais e musicais da TVE do Rio de Janeiro. Também há programas de auditório e jogos da Copa do Mundo desde 1950 transmitidos pela Rádio Nacional e da Rádio Sociedade, além de obras produzidas pelas rádios MEC AM e FM.

No acervo há raridades audiovisuais e radiofônicas, como personagens emblemáticas da história jornalística, cultural, intelectual, artística e política do Brasil, como Mário Lago, Emilinha Borba, Radamés Gnatalli e Heron Domingues.

Para fazer todo o trabalho, o grupo é formado por nove empregados da Gerência Executiva de Marketing e Negócios, Administração e Logística, da Superintendência da TV Brasil, do Sistema de Informação de Comunicação. O prazo para conclusão das atividades é 180 dias, período que poderá ser prorrogado.

O post Acervo da EBC de quase meio século vai ser recuperado apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!