Aplicativo Guia Bolso demite 30% de seus funcionários – Valor

SÃO PAULO  –  O Guia Bolso, umas das fintechs mais badaladas do Brasil, demitiu 80 funcionários. O corte, que representa cerca de 30% do total da companhia, aconteceu na equipe operacional do Just, o serviço de empréstimos online criado pela companhia. “Passamos a focar mais na plataforma [do Guia Bolso], em tecnologia”, disse Thiago Alvarez, co-fundador e presidente da companhia.

Segundo ele, CBSS e o banco Votorantim, instituições com as quais o aplicativo anunciou parcerias recentemente, ganharam espaço na concessão de empréstimos, o que reduziu a necessidade de pessoal próprio para o Just, levando à redução da equipe. “Nossa visão sempre foi criar um hub onde as pessoas agreguem informações financeiras, se organizem, façam curadoria. E isso pressupõe ter parceiros”, disse.

De acordo com ele, nada muda com a captação de R$ 120 milhões feita pela companhia em agosto do ano passado.

Alvarez conta que o Just foi criado para ser uma referência num momento em que o mercado não estava pronto para oferecer empréstimos online. Agora que essa estrutura já está montada, o serviço passará a funcionar com uma espécie de referência.

De acordo com Alvarez, a decisão de fazer o corte foi tomada na terça-feira. “Faz total sentido para o negócio, mas, pessoalmente é muito difícil de fazer”, disse. Segundo ele, as pessoas dispensadas estão recebendo atenção com serviço de outplacement e outras medidas.

Fundado em 2015, o Guia Bolso levantou mais de US$ 74 milhões em cinco rodadas. Na lista de investidores estão os fundos Vostok Emerging Finance, Ribbit Capital, IFC, QED Investors, Endeavor Catalyst e Omidyar Network. 

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!