Bolsas da Europa sobem pelo quinto pregão seguido – Valor

SÃO PAULO  –  Os principais índices acionários da Europa  subiram nesta segunda-feira (9) pelo quinto pregão consecutivo, alcançando máximas em mais de duas semanas. Empresas dos setores de mineração e energia lideraram as altas, mas bancos também foram destaque.

O mercado se divide entre o noticiário sobre o Brexit no Reino Unido, a expectativa pelo início de balanços corporativos nesta semana nos Estados Unidos e os desdobramentos da guerra comercial entre China e Estados Unidos. Mas, de forma geral, o sentimento se manteve positivo, ainda na esteira dos dados do mercado de trabalho americano, divulgados na semana passada, que sinalizaram que o Federal Reserve (Fed, BC americano) deve continuar com seu ritmo gradual de altas de juros, já que a inflação segue controlada.

No fechamento, o índice Stoxx 600 – que mede o comportamento médio de um amplo conjunto de ações no continente – subiu 0,58%, aos 384,59 pontos. É o maior patamar desde 22 de junho (385,01 pontos). As cinco sessões consecutivas de alta representam a maior série positiva desde o intervalo entre os dias 5 e 12 de março, quando o mercado subiu por seis pregões seguidos.

Entre as principais bolsas de valores, destaque para a britânica. O índice FTSE 100 da Bolsa de Londres terminou em alta de 0,92%, aos 7.687,99 pontos, pico em mais de três semanas.

Empresas do setor de mineração e petrolífero ajudaram o índice, bem como a desvalorização da libra esterlina. A moeda local virou e passou a cair após o secretário britânico de Relações Exteriores, Boris Johnson, decidir deixar o cargo, horas depois de David Davis – ministro do Brexit também abandonar o governo da primeira-ministra, Theresa May. As saídas enfraquecem o cenário de um Brexit mais “suave” e colocam em xeque a força do governo de May.

Na Alemanha, o índice DAX, referência da Bolsa de Frankfurt, fechou com ganho de 0,38%, aos 12.543,89 pontos. Na França, o CAC 40, de Paris, teve alta de 0,42%, a 5.398,11 pontos.

Na capital francesa, as ações da Air France-KLM subiram 6,34%, após a companhia aérea reportar aumento no número de passageiros transportados em junho, a despeito de greves que afetaram os voos.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!