Bolsas de Nova York sobem com bancos e indústrias – Valor

SÃO PAULO  –  (Atualizada às 18h15) Os mercados de ações nos Estados Unidos tiveram, nesta segunda-feira (9), o melhor pregão em menos de um mês, puxados por ações de bancos e de empresas industriais, com investidores na expectativa pelo início da temporada de balanços corporativos e diante de um arrefecimento dos temores sobre uma guerra comercial entre EUA e China.

O índice S&P 500 fechou em alta de 0,88%, aos 2.784,17 pontos. É a maior alta desde 1º de junho (+1,08%) e o maior patamar desde 12 de junho (2.786,85 pontos). O Dow Jones subiu 1,31%, aos 24.776,59 pontos – melhor dia desde 6 de junho (+1,40%) e a maior pontuação desde 18 de junho (24.987,47 pontos). Já o Nasdaq Composto fechou o pregão desta segunda com alta de 0,88%, aos 7.756,20 pontos.

Destaques 

Tanto no S&P 500 quanto no Dow Jones, Caterpillar foi um dos maiores destaques, com um salto de 4,10%, maior alta no Dow Jones e segunda maior do S&P 500. Já os papéis da Boeing saltaram 2,18%.

As duas empresas têm sido consideradas termômetros das preocupações de investidores com uma guerra comercial entre EUA e China, uma vez que são grandes multinacionais e com exposição ao mercado chinês.

Um ETF que acompanha o índice S&P para o setor industrial ganhou 1,77%, segundo melhor desempenho dentre os fundos de índice que seguem os 11 índices setoriais do S&P 500.

O segmento ficou atrás apenas do financeiro, que brilhou em Wall Street nesta segunda-feira. Um ETF que segue empresas integrantes do índice S&P para o setor teve forte alta de 2,25%. J.P. Morgan ganhou 3,10%, enquanto Goldman Sachs subiu 2,77%.

Junto com Wells Fargo (+1,59% hoje) e Citigroup (+2,71%), o J.P. Morgan reporta seu balanço do segundo trimestre na sexta-feira (13), marcando o início extraoficial da temporada de divulgações de resultados corporativos.

A expectativa é que a economia mais robusta e um forte movimento de recompra de ações por parte dos próprios bancos mantenham as ações do setor em alta.

As ações da empresa de compras coletivas Groupon intensificaram seus ganhos no final do pregão do Nasdaq e encerraram com alta de 10,78%, a US$ 4,83. Na máxima do dia, os papéis chegaram a subir 13,76%, a US$ 4,96. A forte valorização das ações acontece na esteira de notícias de que a Groupon estaria buscando um comprador. 

Efeito Trump 

Entre as ações que perderam força no pregão, Pfizer (+0,16%, a US$ 37,17) fechou mais perto da mínima do dia (US$ 37,02) do que da máxima (US$ 37,47). Em um tuíte, o presidente americano, Donald Trump, afirmou que a Pfizer e “outras [empresas do setor] deveriam ter vergonha” de elevar preços de medicamentos “sem nenhuma razão”. “Vamos responder”, ameaçou o mandatário.

Entre as baixas mais notáveis do dia, Twitter caiu 5,47%, após o “The Washington Post” reportar que a empresa de mídia social havia excluído mais de 70 milhões de contas falsas em maio e junho, o que teria levado a um declínio dos usuários ativos mensais no segundo trimestre. A empresa afirmou que a exclusão não afeta suas métricas de usuários.

 

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!