Inflação da 3ª idade tem alta de 2,30% no 2º trimestre, revela FGV – Exame

Variação de preços ficou acima da taxa de 4,43% acumulada em 12 meses

Por Daniela Amorim, do Estadão Conteúdo

access_time 11 jul 2018, 11h47 – Publicado em 11 jul 2018, 11h43

Rio – A inflação sentida pela população idosa acelerou o ritmo de alta de 0,89% no primeiro trimestre deste ano para 2,30% no segundo trimestre, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira, 11. O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, acumulou uma alta de 5,14% em 12 meses.

Com o resultado, a variação de preços percebida pela terceira idade ficou acima da taxa de 4,43% acumulada em 12 meses pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que apura a inflação média percebida pelas famílias com renda mensal entre um e 33 salários mínimos.

No segundo trimestre de 2018, seis das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais elevadas. A principal contribuição partiu do grupo Habitação, que passou de alta de 0,07% no primeiro trimestre para aumento de 3,08% no segundo trimestre. O item que mais influenciou o avanço foi a tarifa de eletricidade residencial, que variou 13,97% no segundo trimestre, ante uma queda de 2,05% no trimestre anterior.

Os demais acréscimos ocorreram nos grupos: Alimentação (de 1,41% para 2,50%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 1,59% para 2,55%), Transportes (de 1,61% para 2,39%), Vestuário (de -0,02% para 1,05%) e Comunicação (de -0,13% para 0,09%).

Os destaques partiram dos itens laticínios (de 0,84% para 8,22%), medicamentos em geral (de 0,09% para 3,17%), gasolina (de 2,81% para 7,83%), roupas (de -0,02% para 1,26%) e mensalidade para TV por assinatura (de -0,42% para 1,80%), respectivamente.

Na direção oposta, as taxas foram mais baixas nos grupos Educação, Leitura e Recreação (de 0,73% para -0,98%) e Despesas Diversas (de 0,62% para 0,35%), sob influência de itens como passeios e férias (de -2,91% para -5,75%) e cartório (de 2,87% para 0,12%).

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!