Lula na Cadeia Anima Mercados Domésticos! – Investing.com

O episódio jurídico do último domingo envolvendo o ex-presidente Lula evidenciou que ele pode continuar preso às vésperas das eleições presidenciais. Essa percepção, como podemos analisar no gráfico do Dólar X Real logo abaixo, ao que parece, pode animar o mercado doméstico nesta terça-feira, com os negócios locais voltando a funcionar com maior vigor após o feriado em São Paulo e com o fim da Copa do Mundo, pelo menos para a nossa seleção.

Ainda assim, o imbróglio judicial em torno do pedido de soltura de Lula ampliou o sentimento de insegurança no país, em meio a um bate-rebate entre juízes, desembargadores e ministros da Suprema Corte (STF) sobre o futuro do ex-presidente. Por mais que seja pequena a possibilidade do petista (líder nas pesquisas de intenção de voto) disputar o pleito em outubro, o cenário eleitoral continua incerto, podendo pesar sobre o desempenho dos ativos locais.

Segundo analistas do mercado, juízes de mesma instância não podem revogar decisões entre si. Este pode ter sido o principal fator de discórdia da opinião pública do último final de semana, da tentativa de se criar um factoide político para a liberação do ex-presidente Lula. Se caso Lula tivesse sido solto, poderíamos ter tido uma “explosão” do Brasil em termos sociais, políticos e econômicos. Como ele não, pelo menos até agora, pode ter surgido uma esperança de continuidade do cumprimento da justiça e uma mínima organização governamental em um país atolado em dívidas e corrupção.

Partindo-se para a nossa Análise Gráfica, separei o par , que disparou nas últimas semanas, principalmente pelo fato dos EUA estarem em um momento de franca expansão da sua economia, com bons dados de desemprego baixo, PIB interessante, Inflação rumo às metas e declarada política de aperto dos juros, com mais 2 possíveis aumentos ainda em 2018. Ao passo que o Brasil continua com um cenário político caótico, mergulhado em escândalos de corrupção, uma dívida orçamentária que ninguém ainda pode saber como será paga nos próximos anos e um cenário eleitoral completamente incerto e indefinido. Vale ressaltar que as eleições são daqui há 3 meses apenas.

No gráfico diário, podemos observar como os preços dispararam após romperem a linha de tendência de baixa na região de resistência entre R$ 3,30 – R$ 3,35, formando uma máxima em R$ 3,9625 que foi recentemente testada novamente em R$ 3,95. Conforme comentado anteriormente, os ânimos do mercado doméstico podem ter se amenizado desde sexta, principalmente com a permanência de Lula na cadeia, fazendo os preços recuarem para a região de suporte próximas aos R$ 3,77.

Caso os vendedores continuem no controle, poderemos ter mais descidas até os suportes entre R$ 3,6650 – R$ 3,61, que correspondem à uma região interessante entre os níveis 38.2 e 50.0 da retração de Fibonacci, se considerado este último movimento de alta das semanas mais recentes.

Caso tenhamos a entrada de compradores novamente, atenção à resistência nos R$ 3,95 – R$ 3,9625 que poderá ser testada novamente. Caso seja rompida, poderemos ter mais extensões de alta até os R$ 4,07 nos próximos dias.

Com o término da Copa praticamente para os brasileiros, agora o foco poderá ser 100% nas eleições presidenciais de outubro. Vamos acompanhar as cenas dos próximos capítulos desta novela chamada Brasil.

Grande abraço e bons trades!

Por Rodrigo Rebecchi (Equipe Youtrading)

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!