Com trégua externa, dólar passa a acumular queda no mês – Valor

SÃO PAULO  –  O dólar comercial acelerou a queda no fim desta sexta-feira (13) e garantiu, dessa forma, uma variação negativa da cotação no mês. Esse movimento de trégua, no entanto, ainda não pode ser visto como uma tendência, mas apenas um ajuste que tem como pano de fundo a melhora do humor global, num período em que o noticiário local segue esvaziado.

No encerramento do pregão, o dólar cedeu 0,88% para R$ 3,8497, perto da mínima, de R$ 3,8447. Assim, a cotação passou a acumular queda de 0,69% no mês de julho, embora ainda ganhe 16,18% em relação ao real durante o ano.

Veja os fatos que definiram a evolução dos mercados na semana

O movimento de hoje foi amparado pelo exterior. O dólar caiu 0,34% em relação ao rand sul-africano, 0,40% ante o peso mexicano, mas subiu 0,26% em relação à lira turca.

Mais cedo, foi divulgado o dado da confiança do consumidor dos Estados Unidos de julho, que ficou em 97,1, ante expectativa de 98. O dado tira força da preocupação com uma aceleração do ritmo de aperto monetário pelo Fed e, dessa forma, abre espaço para recuperação dos ativos de risco.

Para José Faria Junior, diretor da Wagner Investimentos, esse ambiente externo alimenta o fluxo vendedor de dólares no mercado local. E, caso esse clima positivo seja mantido, ele vê espaço para a cotação se aproximar mais dos R$ 3,80. “Mas R$ 3,80 seria um ponto bom de compra, o que significa que esse movimento de alívio não pode ser visto como uma tendência”, afirma.

Faria observa que há um “vácuo” no noticiário político, o que abre espaço para que a cotação siga mais de perto os movimentos globais. “Mas ainda vemos que é mais fácil que o dólar suba do que caia muito mais”, afirma.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!