Veja a Melhor Carteira Recomendada Para Julho – Investing.com

Os investidores deixaram para trás o pessimismo deflagrado com a greve do setor de cargas em maio, que se estendeu até junho, e aproveitaram as barganhas e o menor risco político para levar o para perto dos 80 mil pontos.

O principal índice da bolsa de São Paulo encerrou julho aos 79.220 pontos, um salto de 8,9% na comparação o fechamento de junho, no melhor mês do mercado desde janeiro.

A recuperação começou ainda na última semana de junho investidores aproveitando para adquirir barganhas após o tombo de quase 20% após a greve do setor de cargas. O índice afundou até os 69,1 mil pontos deixando para trás a euforia que esticou o índice até os 85 mil pontos, que foi bruscamente interrompida pela paralisação.

Julho contou ainda com a redução do risco da eleição do Ciro Gomes, que sofreu um grande revés político ao , e acabou isolado à esquerda com tempo de televisão e palanques regionais limitados.

Novo driver de alta veio com a chegada da temporada de balanços operacionais e financeiros, que começou com bons números de Vale, construtoras e bancos.

O cenário externo também colaborou com o avançando 4,5% e o , 3,3%, enquanto o subiu 1,4%, com fôlego restringido pelo resultados fracos de Facebook (NASDAQ:) Netflix (NASDAQ:) e Twitter.

O índice MSCI para mercados emergentes (NYSE:) interrompeu sequência de três meses de queda e avançou 3,5% em julho. No Brasil, o investidor estrangeiro voltou e deixou R$ 4,2 bilhões até o dia 27.

Spininelli acerta mudanças e lidera ranking mensal

Neste cenário positivo, as principais corretoras, bancos e casas de análise do país não tiveram dificuldade para entregar valor ao investidor e as 24 carteiras recomendadas para julho acompanhadas pelo Investing.com Brasil encerraram o mês com ganhos.

O maior retorno acabou no bolso de quem acreditou nas apostas da Spinielli, que acertou ao adicionar Eletrobras e Gerdau ao portfólio, ambas entre os maiores altas do Ibovespa no mês.

Todas as apostas da corretora fecharam com valorização, sendo 8 das 10 ações com desempenho superando ao benchmark do mercado local. O resultado final foi de ganhos de 16,8% com a recomendação composta por B3 (SA:), BRF (SA:), Ecorodovias (SA:), Eletrobras (SA:), Gerdau (SA:), Itaúsa (SA:), Petrobras (SA:), Transmissão Paulista (SA:), Vale (SA:) e Weg (SA:).

Spinelli tem a melhor carteira de julho

Spinelli tem a melhor carteira de julho

A Quantitas se aproximou da Spinelli ao entregar 16,1% de retorno e marcou o segundo lugar nas recomendações do mês. As principais apostas do mês foram Metalúrgica Gerdau (SA:), Duratex (SA:) e B3, todas com mais de 15% de ganhos, enquanto a decepção veio com Panvel (SA:) e Grendene (SA:), ambas no negativo.

Além da Spinelli, o mercado comprador em julho fez com que Elite, Foleo e Walpires também conseguissem entregar um portfólio todo positivo, com ganhos em todas as indicações. Elas ficaram, nesta ordem, na 5a, 7a e 9a posições, todas com rendimentos acima do Ibovespa.

Vale é a queridinha do mês e não decepciona

A mineradora seguiu sua trajetória de alta no mês de julho e entregou 10,6% de valorização ao avançar de R$ 49,59 para R$ 54,84. Contando com uma gestão aprovada pelo mercado financeiro, a companhia tem surfado uma longa perna de alta com produção recorde, disciplina de caixa, nova política de dividendos e a pulverização do capital.

A empresa foi indicada para compor 14 portfólios no mês.

A Petrobras deixou para trás o fundo de junho com a decepção do mercado com a pressão política e a desistência de Pedro Parente de blindar a companhia e voltou a buscar patamares mais altos, ainda longe das máximas do ano em maio. A petroleira subiu 14,7% e contou com 10 indicações no mês

A decepção entre as mais recomendadas foi a Suzano (SA:), que recuou 0,9% no mês. O Pão de Açúcar (SA:) e a Rumo (SA:) avançaram, mas ficaram abaixo do Ibovespa.

Parente salva o mês e BRF é destaque

Entre as 88 ações recomendadas pelas 24 carteiras acompanhadas pelo Investing.com Brasil, o principal destaque foi a BRF que saltou 25,8%. Os investidores voltaram a confiar na companhia após a chegada de Pedro Parente à presidência, seguido por notícias de refinanciamento e planos de venda de ativos. No ano, contudo, o desempenho é de -38% depois do preço despencar com nova fase da Operação Carne Fraca.

Além da carteira campeã da Spinelli, também apostaram na BRF a Rico e a XP.

Embraer despenca após frustração com Boeing

A maior frustração do mês veio com as ações da Embraer (SA:), que afundaram 20,7% em meio ao mau humor dos investidores com a proposta preliminar de acordo com a Boeing, que prevê um prêmio menor do que o esperado pela aérea brasileira.

O desempenho da construtora de aeronaves pesou sobre a carteira do BTG Pactual (SA:), que amargou a última colocação do ranking mensal, com +1,2%. Além do banco, a Guide também apostou na Embraer e ficou com rendimento total de +3,7% em julho, o terceiro pior entre as 24 carteiras.

Veja abaixo todas as recomendações para junho.

*O Investing.com Brasil utiliza como padrão para análise de desempenho das carteiras a comparação entre os preços dos ativos no fechamento do pregão de 29 de junho e o do fechamento de 31 de julho. Algumas recomendações utilizam outros valores e datas de entrada nos papéis e, por isso, podem apresentar resultado mensal diferente do calculado pelo Investing.com Brasil.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!