Programa prevê veículos mais eficientes e seguros, diz ministro

Na abertura do 26º Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva (Simea), nesta quarta-feira (1º), na capital paulista, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, avaliou como uma “grande vitória” a implementação do programa de incentivo a montadoras do setor automotivo Rota 2030 – Mobilidade e Logística, que vai conceder créditos tributários que podem chegar a R$ 1,5 bilhão ao ano.

Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima José Cruz/Agência Brasil

“Uma política industrial moderna, pensada não apenas para o desenvolvimento de todos os elos da cadeia automotiva, mas também focada em garantir ganhos para toda a sociedade brasileira. Trabalhamos fortemente para aprovar o Rota 2030. O programa foi construído por várias mãos. Uma vitória de todos nós”, disse.

O ministro acrescentou que houve apoio das montadoras, de engenheiros automotivos, dos fabricantes de autopeças, dos importadores, dos trabalhadores, dos revendedores e de diversos outros órgãos do governo federal.

Segundo Lima, o programa prevê que os veículos comercializados no Brasil serão mais eficientes e mais seguros e que haverá menos emissão de gases poluentes, menos acidentes e mortes no trânsito.

“Diante das novas tecnologias, torna-se evidente que já está ocorrendo, em todo o mundo, uma quebra de paradigmas no segmento automotivo, principalmente em relação aos sistemas de propulsão e de transporte. Penso que já é consenso que uma das fontes de propulsão do futuro, que já não me parece tão distante, será a elétrica. Ônibus, carros e caminhões híbridos e elétricos, em breve, serão vistos com mais frequência, circulando em nossas cidades e rodovias”, disse.

Diante deste cenário, o ministro falou da necessidade de se promover debates, como os promovidos pelo simpósio, com o objetivo de expandir o conhecimento sobre mobilidade. “Pesquisa, desenvolvimento e inovação são a base da evolução industrial e das engenharias”.

Edição: Denise Griesinger

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!