Déficit fiscal dos EUA supera estimativas e sobe em US$ 76 bi em julho – Exame

Resultado é superior ao previsto por analistas, que projetavam uma alta de US$ 43 milhões no déficit das contas públicas do governo federal

Por EFE

access_time 10 ago 2018, 18h29

Washington – O déficit fiscal dos Estados Unidos cresceu US$ 76,8 bilhões em julho, uma alta 79% maior em relação a registrada no mesmo mês de 2017, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Departamento do Tesouro.

O resultado é superior ao previsto por analistas, que projetavam uma alta de US$ 43 milhões no déficit das contas públicas do governo federal no mês passado.

Nos primeiros dez meses do ano, o déficit chegou a US$ 684 bilhões, um valor 21% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em julho, as receitas do governo caíram 3%, para US$ 225,2 bilhões, enquanto a despesa subiu 10%, para US$ 302,1 bilhões.

O Escritório Orçamentário do Congresso (CBO), um órgão não partidário, projeta que o país fechará o ano fiscal, que se encerra em 31 de setembro, com um déficit de US$ 804 bilhões. Em 2019, a projeção é de US$ 981 bilhões e de mais de US$ 1 trilhão para 2020.

Essas projeções já refletem o pacote de estímulo fiscal elaborado pelo governo de Donald Trump. As análises já incluem a reforma tributária aprovada em dezembro e o orçamento aprovado em março, com importantes altas nos gastos do Departamento de Defesa.

Trump, no entanto, foi eleito com a promessa de reduzir o desequilíbrio das contas públicas, controlando a dívida federal. A última vez que o déficit ultrapassou US$ 1 trilhão foi em 2012, ainda no governo de Barack Obama.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!