Vendas de imóveis em SP têm alta de 52,1% no 1º semestre – Exame

Resultado também foi o melhor desde o primeiro semestre de 2013, quando teve início da crise econômica nacional

Por Estadão Conteúdo

access_time 15 ago 2018, 12h27

São Paulo – O mercado imobiliário de São Paulo encerrou o primeiro semestre com expansão nas vendas e nos lançamentos de imóveis residenciais, de acordo com pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 15, pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP).

As vendas totalizaram 12.001 unidades no primeiro semestre, alta de 52,1% em comparação com o mesmo período do ano passado. O resultado também foi o melhor desde o primeiro semestre de 2013, quando teve início da crise econômica nacional.

O volume de comercialização ficou perto da média histórica (calculada no período de 2004 a 2018) para um primeiro semestre, de 12,4 mil unidades vendidas. Na avaliação do Secovi-SP, esses números confirmam a trajetória de recuperação do mercado imobiliário da capital paulista, iniciada em 2017.

A pesquisa do sindicato mostra que a reação do mercado foi sustentada pelos imóveis econômicos. Os produtos que se destacaram nas vendas foram os imóveis de dois dormitórios, com área útil inferior a 45 m2, e na faixa de preço de até R$ 240 mil.

Esse tipo de moradia teve 4.786 unidades vendidas, o equivalente a 40% do total no primeiro semestre. No mesmo período de 2017, essa participação era de apenas 13%, com 1.005 unidades comercializadas.

Por sua vez, os lançamentos totalizaram 8.068 unidades no 1º semestre de 2018, avanço de 4,0% na comparação anual. Apesar dessa elevação, o volume de lançamentos ainda ficou 24% abaixo da média histórica de 10,7 mil unidades lançadas no primeiro semestre a cada ano na cidade de São Paulo.

Assim como ocorreu com as vendas, os imóveis econômicos foram determinantes para a reação do mercado. Essas moradias responderam por 35% do total de lançamentos no primeiro semestre deste, com 2.802 unidades. No mesmo período do ano passado, essa participação foi de 19%, com 1.510 unidades.

Lançamentos

O Secovi-SP revisou suas projeções para o mercado imobiliário residencial na capital paulista em 2018.

A nova estimativa para as vendas é de alta em torno de 10% a 17% no ano, totalizando em torno de 25 mil a 27 mil unidades comercializadas. Para os lançamentos, a previsão é de uma queda de 8% a 10%, o que corresponde a cerca de 28 mil unidades lançadas.

No começo do ano, o sindicato previa que os lançamentos em 2018 deveriam permanecer estáveis em comparação com 2017. Por sua vez, a projeção para as vendas era de alta de 5% a 10%.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!