Açúcar: Indicador Recua 3,4% na Parcial de Agosto – Investing.com

Os preços do cristal estão em queda no mercado brasileiro, conforme dados do Cepea, apesar da recuperação pontual registrada nessa segunda-feira, 20. Na parcial de agosto (de 31 de julho a 20 de agosto), o Indicador CEPEA/ESALQ (cor Icumsa de 130 até 180) recuou 3,38%, fechando a R$ 50,54/saca de 50 kg nessa segunda. Mesmo com a estimativa de queda na produção do açúcar para esta safra 2018/19, o clima seco tem impulsionado a moagem da cana nas usinas paulistas, não havendo perspectiva de restrição de oferta de açúcar, ao menos no curto prazo. Em relação ao consumo, o crescimento da demanda pelo produto tem se desacelerado ao longo dos anos. Segundo o grupo Platts Kingsman, considerando-se o ciclo global 2017/18, o consumo de açúcar pode ter crescimento menor, com ligeira alta de 1,04%, abaixo da média da última década, de 2%.

ETANOL: HIDRATADO TEM PEQUENO AUMENTO; ANIDRO SEGUE EM QUEDA

A demanda aquecida e as menores necessidades de venda e de abrir espaço nos tanques de algumas usinas levaram a cotação do etanol hidratado a registrar leve alta na semana passada, de acordo com dados do Cepea. Entre 13 e 17 de agosto, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado (estado de São Paulo) fechou a R$ 1,3911/litro, ligeira elevação de 0,17% na comparação com o período anterior. Quanto ao etanol anidro, por outro lado, os recuos nos preços se mantêm, devido à menor saída de gasolina C nas bombas de São Paulo. O Indicador CEPEA/ESALQ do etanol anidro, também no mercado paulista, foi de R$ 1,5628/litro na semana passada, recuo de 1,64% em relação ao período anterior.

TRIGO: APESAR DE DISPARIDADE ENTRE VALORES, BAIXAS PREVALECEM

A diferença entre os valores de compra e de venda do tem aumentado no mercado doméstico. Segundo pesquisadores do Cepea, enquanto compradores esperam que a nova temporada tenha maior oferta e preços abaixo do registrado no primeiro semestre, vendedores acreditam que o clima adverso, especialmente nos últimos dois meses, prejudique a qualidade e reduza a oferta de trigo. De modo geral, no entanto, as quedas prevalecem. Quanto aos derivados, a comercialização de farelo de trigo esteve menor na região Sul do País. A expectativa é que, diante das recentes reduções nos valores deste produto, o escoamento seja maior, uma vez que não há espaço adequado para o armazenamento. Por outro lado, em algumas praças do estado de São Paulo, as cotações subiram.

LEITE: COM ATACADO ABASTECIDO, NEGOCIAÇÃO É LIMITADA E PREÇOS CAEM

Os preços do leite UHT e do queijo muçarela continuam em queda. Segundo colaboradores do Cepea, a pressão vem da menor demanda, visto que atacadistas se mostram abastecidos, limitando as negociações com laticínios. De 12 a 18 de agosto, o preço médio do leite longa vida foi de R$ 2,78/litro, baixa de 1,5% frente à da semana anterior. O queijo muçarela teve média de R$ 18,79/kg no mesmo período, queda de 1,3%.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!