Sob guerra do tráfico, Angra dos Reis recebe reforço da PM – Isto É

Em estado de emergência por causa do confronto entre quadrilhas rivais de traficantes, Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense, recebeu na quarta e nesta quinta-feira, 23, reforço da Polícia Militar. Essa guerra tem causado tiroteios constantes em favelas perto da BR-101 (Rio-Santos). Três veículos foram incendiados nos últimos dias, e o número de ônibus nas ruas foi reduzido pelas empresas.

Um dos principais destinos turísticos do Rio, por suas ilhas, praias e mar limpo, Angra tem 170 mil habitantes e vive grave escalada da criminalidade. Segundo o Instituto de Segurança Pública, a soma de homicídios dolosos e decorrentes de ações policiais, roubos seguidos de morte e casos de lesão corporal seguida de morte é de 41 casos entre janeiro e julho de 2014. No mesmo período deste ano, foram 117 ocorrências.

A PM informou que a situação estava “mais tranquila” nesta quinta. O prefeito Fernando Jordão (MDB) esteve com o ministro-chefe da Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, na quarta, para tratar da crise na cidade, que abriga duas usinas nucleares. O ministro prometeu um blindado, mas o veículo só será enviado em setembro.

Segundo Jordão, já houve assaltos em agências bancárias dentro da área das usinas, assim como bloqueios em trechos da BR-101. A Eletronuclear informou que Angra 1 e Angra 2 estão operando com plena capacidade. Declarou também que tem “plena capacidade de efetuar as operações do seu Plano de Emergência Local” e afirmou que o contato com o secretário de Segurança do Estado, general Richard Nunes, é diário.

Segundo o 33º Batalhão da PM, policiais já reforçaram o patrulhamento em pontos críticos e atuam “preventivamente diante dos confrontos entre criminosos nas comunidades do Belém e Bracuí, que ocorreram nos últimos dias”.

O post Sob guerra do tráfico, Angra dos Reis recebe reforço da PM apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!