Tribunal solta deputado, ex-Casa Civil de MT e empresários da Operação Bônus – Isto É

A Justiça mandou soltar o deputado estadual Mauro Savi (DEM), o ex-secretário-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Paulo Taques, e dois empresários, todos supostamente envolvidos em um esquema de desvio de R$ 30 milhões por meio de fraudes a licitação no Detran. Eles estavam presos desde 9 de maio, quando foi deflagrada a Operação Bônus, segunda fase da Operação Bereré.

A ordem para soltar os investigados foi determinada pelo Órgão Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, por 9 votos a 8.

As informações sobre a decisão do TJ, tomada na noite desta quinta-feira, 23, foram divulgadas pelo site de notícias MidiaNews, de Cuiabá, e confirmadas pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O desembargador José Zuquim, relator, vai estabelecer medidas cautelares aos acusados, que estavam recolhidos no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

A repórter Thaiza Assunção, do MidiaNews, apurou que entre as quatro restrições impostas aos réus está a obrigação de recollhimento noturno e nos dias de folga. Eles também não podem sair do País.

O Ministério Público sustenta que as fraudes se prolongaram de 2009 a 2018 e que uma parcela de recursos de um contrato com o Detran era “devolvida” na forma de propina a políticos e passava por um processo de lavagem – ocultação e dissimulação de patrimônio ilícito – por servidores da Assembleia.

Mauro Savi é apontado como “o dono do Detran”, departamento sobre o qual mantém forte influência, segundo os investigadores.

Na mesma sessão, o Pleno do TJ abriu ação penal contra o deputado, o ex-chefe da Casa Civil e os empresários, denunciados pelo Ministério Público Estadual. Mauro Savi, Taques, seu irmão Pedro Jorge Taques os empresários José Kobori, Roque Anildo e Claudemir Pereira agora são réus.

A denúncia da Promotoria foi apresentada no dia 16 de maio contra 58 investigados, inclusive o ex-governador Silval Barbosa, que chegou a ser preso e fez delação premiada, e seu ex-chefe de gabinete, Silvio Araújo, além de mais seis deputados estaduais, inclusive Eduardo Botelho (DEM), atual presidente da Assembleia de Mato Grosso.

O processo contra esse núcleo político tramita separadamente no TJ, por decisão do relator José Zuquim.

Outro lado

Todos os deputados, os empresários, o ex-chefe da Casa Civil e seu irmão negam envolvimento em práticas ilícitas.

A reportagem tentou contato com o gabinete de Mauro Savi na Assembleia. No site da Assembleia, o parlamentar destaca seu slogan “Mais trabalho, mais resultado e trabalho com resultado”.

A reportagem também fez contato com o gabinete do deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia, e com a defesa do ex-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Paulo Taques. O espaço está aberto para manifestação.

O post Tribunal solta deputado, ex-Casa Civil de MT e empresários da Operação Bônus apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!