Bolsas Emergentes Sofrem com Avanços de Economias Centrais. NAFTA no Foco – Investing.com

O avanço do NAFTA agora com o Canadá retomando as negociações com os EUA é mais uma notícia negativa para os mercados emergentes, em sofrimento desde a forte dissolução de posições em maio deste ano.

Os avanços do crescimento americano, a ser confirmado pelo resultado anualizado do PIB em torno de 4% demonstram que nem mesmo os movimentos recentes de Trump foram suficientes para reduzir tal ímpeto, principalmente pelos seus recentes acertos, como o corte de impostos.

A Europa, a qual em bloco não consegue acompanhar a velocidade do cenário positivo americano pode sofrer com o recuo da guerra comercial do NAFTA e da re-união dos três países, pois como citamos ontem, os EUA sentiram o impacto da elevação de custos tanto ao norte, quanto ao sul e justificou o recuo como estratégia comercial.

Como bloco, os EUA se beneficiam bastante do NAFTA, apesar do déficit comercial, pois subsidia parte da produção agrícola que é negociada entre os países, caso que inclusive gerou citações do país na OMC.

Neste cenário, os emergentes vão perdendo atratividade e ímpeto, reservados à própria sorte para crescer no próximo biênio.

A Turquia tem um problema de contas externas, a Argentina ainda não se adaptou ao novo governo, o Brasil as eleições e a questão econômica/fiscal e a África do Sul, reforma agrária.

China e Rússia que segurem a situação dos emergentes.

CENÁRIO POLÍTICO
Bolsonaro no Jornal Nacional vendeu aquilo exatamente que seus eleitores buscam e mais, agradou àqueles que querem uma solução mais firme ao Brasil, principalmente no quesito segurança.

Tradicionalmente, o candidato foi raso nos temas, usou frases de efeito ao invés de respostas coerentes, mas colocou os apresentadores no corner por mais de uma oportunidade, capitalizando e bastante em seu favor a entrevista, dado seu limitado tempo de televisão, a partir de sexta-feira.

Do outro lado, por 6 x 1, o TSE negou que lula receba o mesmo tratamento que outros candidatos.

Ele não é ‘os outros’ diz o TSE.

CENÁRIO DE MERCADO
A abertura na Europa é positiva e os futuros NY operam em alta, com as conversações sobre a guerra comercial EUA-Canadá.

Na Ásia, o fechamento foi positivo na sua maioria, após o anúncio da revisão do NAFTA

O opera em alta contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos observados.

Entre as commodities metálicas, quedas, com destaque ao cobre.

O abre em alta em NY e em Londres, com dúvidas sobre os estoques da commodity.

O índice de volatilidade abre em queda acima de 1,8%.

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 4,1374 / 1,35 %
Euro / Dólar : US$ 1,17 / -0,291%
Dólar / Yen : ¥ 111,20 / 0,009%
Libra / Dólar : US$ 1,29 / 0,171%
Dólar Fut. (1 m) : 4136,68 / 1,33 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Julho 19: 7,79 % aa (0,78%)
DI – Janeiro 20: 8,49 % aa (0,47%)
DI – Janeiro 21: 9,66 % aa (0,52%)
DI – Janeiro 25: 12,01 % aa (1,01%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: -0,59% / 77.473 pontos
: 0,06% / 26.064 pontos
: 0,15% / 8.030 pontos

: 0,15% / 22.848 pontos
: 0,23% / 28.416 pontos
: 0,75% / 6.352 pontos

ABERTURA
: 0,125% / 12543,04 pontos
: 0,184% / 5495,10 pontos
FTSE: -0,447% / 7583,15 pontos

Ibov. Fut.: -0,19% / 78049,00 pontos
S&P Fut.: 0,034% / 2900,30 pontos
Nasdaq Fut.: 0,181% / 7591,75 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: -0,06% / 83,35 ptos

Petróleo WTI: 0,54% / $68,90
:0,25% / $76,14

: 0,21% / $1.203,55
: -0,10% / $67,35

: -1,39% / $15,60
: 0,07% / $341,25
: -2,55% / $99,25
: 0,97% / $10,39

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!