Temer: Fechar fronteira a venezuelanos é ‘incogitável e inegociável’ – Isto É

O presidente Michel Temer disse nesta quinta-feira, 30, que o fechamento da fronteira brasileira a venezuelanos é algo “incogitável” e “inegociável”. Ele afirmou ainda que a possibilidade de distribuição de senhas serviria para atender a diferentes demandas dos recém-chegados, como a compra de alimentos e remédios e a permanência no País.

As senhas seriam uma medida para organizar os venezuelanos, que chegam em média “entre 700 e 800 ao dia”, afirmou Temer, em passagem pelo Rio para acompanhamento da intervenção federal na Segurança Pública do Estado.

“Ou as pessoas não sabem ler ou não querem ler. O fechamento da fronteira é incogitável e inegociável. Não há isso, não haverá isso”, disse, comentando o que acredita ser um mal entendido em suas declarações sobre a situação dos venezuelanos, e fazendo alusão a tratados internacionais assinados por ele.

“É um verdadeiro êxodo, que está criando grandes problemas em todos os países”, declarou, mencionando a Colômbia, o Peru e o Equador.

Na quarta-feira, o presidente afirmou à Rádio Jornal, de Pernambuco, que estava sendo avaliado esquema para limitar a entrada de venezuelanos, mediante senhas: “Eles pensam em, quem sabe, colocar senhas de maneira que entrem 100, 150, 200 por dia e cada dia entre um pouco mais para organizar essas entradas”.

O post Temer: Fechar fronteira a venezuelanos é ‘incogitável e inegociável’ apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!