Em proposta de Ciro, grupo de devedores assume dívida de inadimplente – Exame

A proposta do candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) de ajudar a limpar o nome dos brasileiros endividados no SPC e na Serasa prevê que um grupo de devedores assuma a dívida de uma pessoa que venha a aderir ao programa de refinanciamento e eventualmente não pague as parcelas.

Pela proposta de Ciro, batizada de Programa Nome Limpo, o governo federal vai organizar os devedores em grupos de 5 ou 10 pessoas em um sistema chamado “aval solidário”.

“Se uma pessoa do grupo não pagar a sua prestação, os outros membros se responsabilizam pelo pagamento”, diz a cartilha feita pela campanha do candidato para explicar a ideia.

Ciro promete limpar o nome de brasileiros endividados através de um programa de refinanciamento da dívida do consumidor incluído no SPC ou na Serasa até 20 de julho deste ano. O consumidor teria até 36 meses para quitar a dívida com até 70% de desconto através de uma linha de crédito no Banco do Brasil, Caixa ou banco privado que participe do programa.

Para justificar o “aval solidário”, a cartilha do candidato argumenta que o modelo já existe em outras experiências. O documento cita o programa CrediAmigo, do Banco do Nordeste, dizendo que funciona há muitos anos e que tem uma taxa de inadimplência muito baixa, da ordem de 1,4%.

A campanha de Ciro se surpreendeu com a repercussão da promessa e tornou o programa a principal bandeira da corrida do pedetista ao Planalto. No horário eleitoral do rádio e da TV, a proposta foi apresentada logo nas primeiras inserções.

Ao longo da campanha, Ciro tentará emplacar propostas em outras áreas usando o mesmo mote. Integrantes da equipe do pedetista já falam em “SPC da Saúde” e “SPC da Educação”, em referência a programas em outras áreas a serem apresentados ao eleitor.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!