Macri, da Argentina, vai cortar ministérios em ajuste fiscal, diz jornal – Exame

Buenos Aires – O presidente argentino Mauricio Macri planeja eliminar vários ministérios do governo federal numa tentativa de reduzir o déficit orçamentário e travar uma corrida contra o peso, publicaram dois jornais neste domingo.

O jornal La Nacion informou que 13 ministérios seriam cortados ou fundidos com outros, citando fontes anônimas do governo, enquanto o Clarin colocou o número em 10. Ambos os periódicos disseram que as Pastas de Ciência, Cultura, Energia, Agricultura e Turismo deixariam de existir como unidades separadas.

A reformulação do governo vem depois de Macri pedir na semana passada ao Fundo Monetário Internacional para acelerar os desembolsos de um empréstimo de 50 bilhões de dólares.

O governo prometeu adotar ainda mais austeridade e o ministro da Economia, Nicolas Dujovne, deve anunciar uma série de medidas econômicas nesta segunda-feira.

Porta-vozes de Macri, da chefia de gabinete do ministério e do ministério da Economia da Argentina não responderam imediatamente a pedidos por comentários.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!