Energia e combustíveis justificam desaceleração do IPC-S, diz FGV – Isto É

A desaceleração do Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) da terceira quadrissemana de agosto para a última medição do mês (de 0,10% para 0,07%) foi sustentada principalmente pelo arrefecimento dos preços no grupo Habitação (de 0,49% para 0,25%). O movimento refletiu a influência do item tarifa de eletricidade residencial, que passou de 0,94% para deflação de 0,75%.

Ainda, pesaram sobre o desempenho do indicador as quedas nos preços dos grupos Transportes (-0,15% para -0,35%) e Comunicação (0,17% para -0,13%), beneficiados pelo comportamento da gasolina (-0,53% para -1,31%) e da tarifa de telefone móvel (-0,19% para -0,53%), respectivamente.

Entre os itens de maior influência negativa sobre os preços estão: etanol (de -4,19% para -4,83%); gasolina (de -0,53% para -1,31%); tarifa de eletricidade residencial (de 0,94% para -0,75%); cebola (de -30,73% para -24,48%) e batata-inglesa (de -18,56% para -15,49%).

Já entre os grupos que registraram acréscimo, Alimentação, de -0,09% para 0,06%, foi influenciado pelo item hortaliças e legumes (-8,89% para -6,94%). Ainda contribuíram para a alta do IPC-S os grupos Educação, Leitura e Recreação (-0,17% para 0,15%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,29% para 0,39%), Despesas Diversas (0,44% para 0,68%) e Vestuário (-0,49% para -0,47%). Nestas classes de despesa, houve impulso dos itens passagem aérea (-13,53% para 1,18%), medicamentos em geral (0,08% para 0,29%), cigarros (1,44% para 2,10%) e vestido e saia (-2,28% para -1,44%).

O item de maior contribuição positiva foi a taxa de água e esgoto residencial, que passou de 1,14% na terceira quadrissemana para 1,60% na quarta quadrissemana, seguido por planos e seguros de saúde, cuja variação de preços repetiu a taxa da quadrissemana anterior, em 0,64%. Ainda figuram entre os itens de maior influência cigarros (1,44% para 2,10%), refeições em bares e restaurantes (0,26% para 0,37%) e alimentos preparados e congelados de aves (3,85% para 4,46%).

O post Energia e combustíveis justificam desaceleração do IPC-S, diz FGV apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!