Presidenciáveis chamam de ‘tragédia’ incêndio no Museu Nacional – Isto É

Ao menos oito dos 13 candidatos à Presidência da República comentaram sobre o incêndio que atingiu o Museu Nacional, no Rio, no domingo, 2. Pelas redes sociais, os presidenciáveis lamentaram a falta de manutenção adequada do espaço, que completou 200 anos em 2018, e utilizaram termos como “tragédia”. O rescaldo do incêndio deve durar ao menos mais dois dias, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Confira a íntegra das demais manifestações abaixo:

Álvaro Dias (Podemos) – “Dois séculos de história e cultura, de descobertas científicas, uma coleção que englobava geologia, paleontologia, botânica, zoologia, antropologia biológica, arqueologia, toda uma riqueza que pertencia ao povo brasileiro, e que agora está deixando de existir. Uma tragédia para o patrimônio histórico nacional. O museu criado ainda na época do Império, por D. João VI, e que possuía um acervo de mais de 20 milhões de itens que contavam a história do nosso País, está completamente destruído por um gigantesco incêndio.”

Ciro Gomes (PDT) – “Vamos ajudar a atenuar esta tragédia que o desgoverno no Brasil permitiu acontecer contra nosso mais caro patrimônio histórico.”

Geraldo Alckmin (PSDB) – “O incêndio de grandes proporções que atinge o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, agride a identidade nacional e entristece todo o país. Neste momento de profunda perda, quero me solidarizar não apenas com os cariocas, mas com todos os cidadãos brasileiros. Ainda sobre o incêndio no Museu Nacional, diante da perda irreparável do maior acervo museológico brasileiro, devemos resgatar o compromisso de zelar permanentemente, com consciência e investimento, pela preservação do patrimônio e da memória do País.”

Guilherme Boulos (PSOL)– “Muito triste o incêndio do Museu Nacional no Rio de Janeiro, atingindo 20 milhões de itens da nossa história. Os cortes criminosos de Temer em recursos da Cultura e em investimentos estão condenando nosso futuro e destruindo nosso passado.”

Henrique Meirelles (MDB)– “É muito triste saber do incêndio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista. Trata-se da primeira instituição científica do Brasil, criada há 200 anos. Além do acervo de valor inestimável, o prédio incendiado foi palco de momentos decisivos da história do País. Lá viveu a família imperial e foi sediada a primeira Assembleia Constituinte republicana. A história e a cultura são essenciais para compreender o presente e criar um futuro de progresso para o País.”

João Amôedo (Novo)– “É muito triste ver o nosso patrimônio histórico em chamas. São 20 milhões de itens desde a época dos dinossauros, passando pelo fóssil humano mais antigo já encontrado no país, uma enorme coleção egípcia e itens da era do Brasil imperial. Esse é o resultado da falta de gestão e do abandono político que vivemos no Rio de Janeiro e em todo o Brasil. Precisamos nos envolver na política para fazer a diferença e evitar situações lamentáveis como essa.”

João Goulart Filho (PPL)– “O incêndio do Museu Nacional é um crime contra o patrimônio brasileiro, que tem culpados: os cortes dos últimos governos à ciência, à cultura, à educação.”

Marina Silva (Rede)– “A catástrofe que ainda atinge o Museu Nacional neste domingo equivale a uma lobotomia na memória brasileira. O acervo da Quinta da Boa Vista contém objetos que ajudaram a definir a identidade nacional, e que agora estão virando cinza. Infelizmente, dado o estado de penúria financeira da UFRJ e das demais universidades públicas nos últimos três anos, esta era uma tragédia anunciada.”

Fernando Haddad (PT) – candidato a vice-presidente – “Instituto Butantã, Museu da Língua Portuguesa, Escola de Artes e Ofícios, Museu do Ipiranga e, agora, o Museu Nacional. Lamentável o descaso com o patrimônio histórico.”

O post Presidenciáveis chamam de ‘tragédia’ incêndio no Museu Nacional apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!