Semana Pesada com IPCA e Payroll. Retorno de Investidores Pós-Labor Day Aguardado – Investing.com

Uma semana com movimentos importantes, principalmente para o Brasil e EUA num espectro mais amplo.

Localmente, a inflação do IPCA se aproxima de zero e tende a atenuar o impacto de uma possível manutenção do câmbio nos atuais níveis para o próximo mês.

Entre os itens responsáveis por tal resultado, alimentação retorna como ponto fulcral para a baixa da inflação, enquanto o inverno seco e quente cobra seu preço nos administrados.

Combustíveis demonstraram alguma estabilidade, a ser revertida neste mês e itens relacionados a serviços se mantiveram controlados.

Nos EUA, a situação de inflação é semelhante em alguns aspectos, porém com o mercado de trabalho muito melhor.

Espera-se que agosto seja mais um mês de intensa criação de postos de trabalho nos EUA, em pleno emprego e com indicadores de atividade econômica longe de assustar com inflação.

Neste ponto, garante-se o gradualismo do Fed, que poderá ser testado a partir de amanhã, quando retornam de maneira completa os investidores mais compelidos ao risco nas economias centrais.

Ainda não é possível imaginar se haverá algum alívio aos mercados emergentes, afinal, fundamentos ruins são abundantes, porém os juros argentinos podem chamar a atenção.

CENÁRIO POLÍTICO
Negada a candidatura, o PT continua com propaganda ilegal na TV, sob o pretexto de que ‘não deu tempo para alterar’, como se não operassem o tempo toco com um plano B.

A primeira pesquisa após a decisão, mas que ainda conta com lula deve continuar a preocupar o PT, pois a transferência de votos a Haddad é semelhante à absorção de Bolsonaro e Marina.

O incrível voto bolsolula no Nordeste vem de uma camada da população que é beneficiária do bolsa família, ainda assim tem viés conservador nos costumes, que ajuda o candidato da bala.

CENÁRIO DE MERCADO
A abertura na Europa é positiva e os futuros NY operam em alta, com o feriado do dia do trabalho nos EUA.

Na Ásia, o fechamento foi negativo, com a questão comercial ainda em voga.

O opera em estabilidade contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries não operam em virtude do feriado.

Entre as commodities metálicas, alta, com exceção ao .

O abre em alta em NY e em Londres, na expectativa pela reunião da OPEP.

O índice de volatilidade abre em queda acima de 5%.

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 4,0551 / -2,35 %
Euro / Dólar : US$ 1,16 / 0,129%
Dólar / Yen : ¥ 111,09 / 0,054%
Libra / Dólar : US$ 1,29 / -0,694%
Dólar Fut. (1 m) : 4075,79 / -2,55 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Julho 19: 7,93 % aa (-1,31%)
DI – Janeiro 20: 8,67 % aa (-1,48%)
DI – Janeiro 21: 9,81 % aa (-1,41%)
DI – Janeiro 25: 12,11 % aa (-1,54%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: 0,36% / 76.678 pontos
: -0,09% / 25.965 pontos
: 0,26% / 8.110 pontos

: -0,69% / 22.707 pontos
: -0,63% / 27.713 pontos
: -0,14% / 6.311 pontos

ABERTURA
: -0,183% / 12341,42 pontos
: 0,075% / 5410,89 pontos
FTSE: 0,850% / 7495,59 pontos

Ibov. Fut.: -0,19% / 77196,00 pontos
S&P Fut.: 0,351% / 2912,30 pontos
Nasdaq Fut.: 0,196% / 7676,25 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: 0,14% / 83,74 ptos

Petróleo WTI: 0,33% / $70,03
:0,66% / $78,15

: -0,29% / $1.200,14
Minério de Ferro: -0,06% / $66,03

: 1,90% / $15,79
: 2,93% / $351,00
: -0,86% / $98,10
: 0,28% / $10,60

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!