Inverno Porteño | Investing.com – Investing.com

Mais um capítulo do tango econômico argentino. Governo de Macri anunciou na semana passada um hike de 15% nos juros, alcançando o patamar absurdo de 60%. Foi uma tentativa de conter a desvalorização do Peso argentino, que subiu em curva exponencial após o presidente Macri anunciar que pediu adiantamento do empréstimo ao FMI, anunciado em junho pelo Fundo internacional (gráfico dinâmico).

Dólar X Peso Argentino

O desempenho econômico da argentina não era dos piores até o início de 2018. De fato o desempenho da economia argentina em 2017 foi superior ao brasil em termos de PIB (por lá ). O principal índice da BCBA o índice subiu incríveis 235% do início de 2016 ao início de 2018, crescimento nominal melhor que o , e mesmo quando ponderado pelo , como mostra o gráfico, não teve um desempenho ruim.

O Inverno Porteño começou quando o governo começou a dar sinais de problemas com a renovação das Letras de Crédito do Banco Central (chamadas Lebacs). A grande quantidade desses títulos em circulação e sua característica de serem títulos de curto prazo causaram impacto na base monetária do país, aumetnando a oferta de pesos e pressionam o dólar. O Governo tem tido dificuldades de renovar esses instrumentos financeiros o que acaba ameaçando as reservas cambiais do país que já não seriam suficientes para cobrir a rolagem da dívida. O Cenário só piorou quando o governo pediu um adiantamento do empréstimo cedido pelo FMI e anunciou um aumento de 15% nos juros (Gráfico dinâmico aqui).

A crise argentina se trata de um crise de confiança, governo tem dificuldades de se financiar o que acaba contaminando a economia com inflação e, ato contínuo, recessão. Algo semelhante pode acontecer ao Brasil nos próximos anos caso nada seja feito no sentido de resolver o déficit das contas públicas, em especial o problema da previdência.

Declaração de Riscos: Faço apenas um comentário sobre análise técnica que não constitui nenhuma espécie de aconselhamento financeiro.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!