Venezuela oficializa novo salário mínimo 35 vezes superior ao anterior – Exame

Caracas – O governo da Venezuela oficializou nesta segunda-feira a entrada em vigor do salário mínimo de 1.800 bolívares (US$ 30), decretado pelo presidente Nicolás Maduro, 35 vezes superior ao anterior, o que gerou polêmica, uma vez que muitos comerciantes asseguram que, se aplicá-lo, irão à falência.

A oficialização do decreto estabelece que o montante a ser pago é “obrigatório em todo o território nacional” para trabalhadores públicos e privados.

Além disso, o documento indica que o valor do bônus de alimentação, um benefício que não gera passivos trabalhistas, fica fixado em 10% do total do salário mínimo, equivalente a 180 bolívares (US$ 2,94).

O governo de Nicolás Maduro iniciou no último dia 20 de agosto o chamado “plano de recuperação econômica” com a entrada em vigor de um novo cone monetário que subtrai cinco zeros da moeda, o bolívar, que também recebeu uma nova denominação, “soberano”.

Outras ações incluem o aumento salarial, a fixação de preços aos alimentos da cesta básica, a desvalorização em 95,8% da moeda, o aumento considerável dos impostos e das tarifas de transporte, além do preço da gasolina, entre outras medidas. EFE

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!