China ameaça tomar medidas para responder a nova sobretaxa dos EUA – Exame

Xangai – A China ameaçou nesta quinta-feira adotar todas as medidas necessárias para responder a uma possível imposição de sobretaxas comerciais por parte dos Estados Unidos.

As declarações foram feitas pelo Ministério de Comércio da China, que se antecipou aos rumores de que o governo americano aplicará uma sobretaxa sobre a importação de US$ 200 bilhões em produtos do país.

Antes de tomar a decisão, a Casa Branca abriu a possibilidade para que representantes da sociedade civil comentassem a medida.

O período de consulta acaba de terminar, com a maioria dos participantes sendo contrário à nova sobretaxa sobre produtos chineses, um posicionamento citado pelo Ministério de Comércio hoje.

“Se os EUA ignorarem a oposição das maiorias das empresas que participaram dos comentários públicos e seguirem o caminho de impor sobretaxas sobre as importações chinesas, a China deverá adotar todas as contramedidas necessárias”, disse o porta-voz do Ministério de Comércio, Gao Feng, em entrevista coletiva.

“Qualquer tentativa de pressionar a China é irracional e inútil. A guerra comercial não resolverá nenhum problema. Um diálogo sincero e uma negociação entre são as únicas formas corretas de resolver as disputas comerciais”, completou o porta-voz.

A possibilidade de uma nova escalada nas tensões comerciais entre os dois países deixa o mercado em estado de alerta. Na avaliação do porta-voz do Ministério de Comércio da China, esse tipo de postura atrapalha toda a população mundial.

A China vai analisar o impacto causado pelas medidas americanas e adotará ações para ajudar as empresas nacionais e estrangeiras que operam no país a superar as dificuldades.

“Temos a confiança, a capacidade e os meios para manter o desenvolvimento estável e saudável da nossa economia”, disse o porta-voz.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!