EURUSD: Análise de Mercado (13/09/18) – Investing.com

Ontem, 12/9, as cotações do euro fecharam em alta. O foi pressionado pelo fortalecimento do dólar canadense. O mercado reagiu às declarações das autoridades sobre a assinatura em breve de um novo acordo de livre comércio entre Estados Unidos, Canadá e México. O presidente dos Estados Unidos, D. Trump, declarou ontem à noite que as negociações com o Canadá estão sendo bem-sucedidas e que o Canadá pretende fechar um novo acordo. A cotação do euro se recuperou até 1,1650 e, em seguida, entrou numa fase de estabilização.

Análise técnica

A tendência de movimentação lateral a partir do nível 1,1650 dura 14 horas. No momento, o euro é cotado a 1,1624 (no gráfico, 1,1635).

No calendário, o destaque de hoje será a reunião do BCE e do Banco da Inglaterra, além da coletiva de imprensa de M. Draghi. No caso do BCE, não é esperado aumento da taxa básica de juros. O chefe do banco já afirmou que a taxa ficará num nível mais baixo por um longo tempo. O discurso dele é que terá um destaque maior.

O euro pode ficar sob pressão com a decisão do Banco da Inglaterra de manter a taxa de juros nos níveis anteriores. Agora é acompanhar a distribuição dos votos em relação à taxa. Qualquer leve mudança pode provocar oscilações bruscas nos pares da libra, afetando o através do cruzado .

Minha previsão é de queda até 1,1576, chegando a 1,1530 na sexta-feira. Como o prognóstico não leva em conta fatores fundamentalistas, não podemos excluir possíveis desvios. O suporte está no grau 45, em 1,1596, e a resistência em 1,1646.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!