Renda de famílias alavanca crescimento da indústria de bebidas, diz Ambev – Exame

São Paulo – O presidente da Ambev, Bernardo Paiva, considerou que a companhia acredita na continuidade do crescimento da economia brasileira. Participando do Dia de Responsa, evento da companhia voltado para promover o consumo responsável, ele declarou que a renda das famílias é a principal alavanca de crescimento do setor de bebidas, mas destacou que a empresa acredita que o País “tem que voltar a crescer”, independentemente do resultado das eleições presidenciais deste ano.

A diretora de Sustentabilidade da Ambev, Carla Crippa, afirma que a companhia tem elevado levemente investimentos na área de consumo responsável, mas não deu detalhes.

No ano passado, a empresa havia divulgado que investiu cerca de R$ 45 milhões em três anos em programas como prevenção de acidentes de trânsito e conscientização contra venda de bebidas a menores de 18 anos.

Para Paiva, a companhia precisa apostar nesses projetos “até mesmo para atrair gente boa”. Ele avaliou que novos talentos a serem atraídos pela empresa buscam companhias com um propósito.

Como parte das ações do Dia de Responsa, funcionários da Ambev visitam bares levando cartazes recomendando que se evite o consumo em excesso. Na manhã desta sexta-feira, 14, alguns dos principais executivos da companhia caminharam por bares na região central de São Paulo.

Uma obra de grafite foi encomendada e está sendo feita nesta sexta na lateral de um prédio na Rua da Consolação. A imagem, do artista Paulo Ito, mostra dois copos: um com quantidade moderada de cerveja e outro com quantidade excessiva. Lê-se a mensagem “Moderação é uma arte”.

No Largo da Batata, em São Paulo, serão distribuídos kits de cerveja e água na hora do almoço. O objetivo é incentivar a hidratação no momento do consumo de bebida alcoólica.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!