Economia do Reino Unido vai encolher sem acordo do Brexit, diz FMI – Exame

O Reino Unido deve deixar a UE em pouco mais de seis meses, mas ainda negocia um acordo para garantir um período de transição

Por Reuters

access_time 17 set 2018, 11h16

Londres – A economia do Reino Unido vai encolher caso deixe a União Europeia sem um acordo do Brexit e vai sofrer algum dano qualquer que sejam os termos, disse o Fundo Monetário Internacional nesta segunda-feira, desafiando as promessas de alguns defensores do Brexit.

O Fundo prevê que a economia do Reino Unido crescerá cerca de 1,5 por cento ao ano em 2018 e 2019 – atrás da Alemanha e da França – caso um amplo acordo Brexit for fechado.

“Sou uma otimista desesperada, e espero sinceramente e rezo para que haja um acordo entre a União Europeia e o Reino Unido”, disse Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI.

Mas o fracasso em conseguir um acordo levará a uma contração, disse ela.

“Deixe-me ser claro, comparado com o mercado único suave de hoje, todos os cenários prováveis ​​do Brexit terão custos para a economia e, em menor grau, também para a UE”, disse Lagarde, enquanto o FMI apresentava seu relatório anual sobre a economia britânica.

“Quanto maiores os impedimentos para negociar no novo relacionamento, mais oneroso ele será. Isso deveria ser bastante óbvio, mas às vezes parece que não é.”

O Reino Unido deve deixar a UE em pouco mais de seis meses, mas Londres e Bruxelas ainda precisam fechar um acordo para garantir um período de transição.

A primeira-ministra, Theresa May, tem lutado para reduzir a profunda divisão dentro de seu Partido Conservador sobre qual deverá ser a proximidade da relação entre o Reino Unido e a UE.

Ela espera fazer progressos em direção a um acordo quando encontrar outros líderes da UE nesta semana.

O ministro britânico das Finanças, Philip Hammond, falando ao lado de Lagarde, disse que o governo deve seguir os “avisos claros” do FMI sobre o Brexit.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!