Presidente do Peru busca confiança do Congresso para aprovar reformas – Isto É

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, preparou para o Congresso votar uma moção de confiança sobre a reforma constitucional e judicial. A iniciativa é uma resposta à sociedade, depois que ele criticou o governo de Alberto Fujimori por evitar as mudanças e tentar desvirtuá-las.

Vizcarra recorreu à mensagem veiculada na televisão para convocar, de forma extraordinária, o Congresso Nacional na próxima quarta-feira (19) a fim de votar a moção. São quatro projetos de lei encaminhados há 40 dias ao Parlamento.

“Exorto o Congresso da República para se unir à luta contra a corrupção e a tomar as medidas que a Constituição permite, aprovando a moção de confiança e os quatro projetos de reformas constitucionais.”

Se for rejeitada a moção, Vizcarra tem condições, com o apoio da Constituição do Peru, de fechar o Parlamento e convocar novas eleições legislativas, por ser o segundo governo vetado pela Casa Legislativa em um mesmo período presidencial, após o de seu predecessor, Pedro Pablo Kuczynski.

Vizcarra lembrou que quando assumiu o cargo em 23 de março deste ano, anunciou os eixos planejados para impulsionar as políticas públicas, incluindo a luta contra a corrupção e o fortalecimento institucional.

O presidente  lamentou que o Congresso apenas introduziu o debate sobre as reformas e aprovou um calendário sobre elas.

*Com informações da EFE e da Andina, agência pública de notícias do Peru

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!