Para conter EUA e China, UE apresenta ideias de reforma da OMC – Exame

A União Europeia afirmou nesta terça-feira que os subsídios que distorcem o mercado deverem ser enfrentados

Por Reuters

access_time 18 set 2018, 12h57

Bruxelas – A Comissão Europeia publicou suas ideias na terça-feira para reformar a Organização Mundial do Comércio (OMC) para conter distorções do mercado, como na China, e desestimular a saída dos Estados Unidos da entidade.

Um dia depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, intensificar sua guerra comercial com a China ao impor tarifas de 10 por cento sobre 200 bilhões de dólares em importações chinesas, a União Europeia revelou como acredita que os subsídios que distorcem o mercado deverem ser enfrentados.

Trump disse no mês passado que poderia se retirar da OMC, potencialmente dando fim a uma das fundações da economia moderna global em que os Estados Unidos foram fundamentais na criação.

“O mundo mudou, a OMC não. É hora de agir para tornar o sistema capaz de enfrentar os desafios da economia global de hoje e trabalhar para todos novamente. E a UE deve assumir um papel de liderança nisso”, disse Cecilia Malmstrom, comissária de comércio da UE, em um comunicado.

A Comissão disse que quer atualizar as regras do comércio global, fortalecer o poder da OMC para monitorar o comércio e encontrar uma maneira de superar o atual impasse do sistema de solução de controvérsias da OMC.

Washington acusou a OMC de perder o foco nas negociações comerciais em favor de contenciosos e bloqueou as indicações para sua câmara de apelações que resolve as disputas. Até o final de setembro, a câmara normalmente com sete membros terá apenas três juízes, o número necessário para ouvir cada apelo.

A dura postura dos EUA provocou uma série de discussões diplomáticas, enquanto os membros da OMC tentam descobrir como responder. Autoridades se reuniram em Genebra em julho e vão se reunir novamente nesta semana, antes de uma reunião de ministros em Ottawa no próximo mês.

Em junho, os líderes da UE pediram à Comissão que apresentasse propostas com “parceiros de ideias semelhantes” que podem melhorar a OMC em áreas cruciais, como subsídios, fiscalização e negociações.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!