EURUSD: Análise de Mercado | Investing.com – Investing.com

Ontem, 18/9, as cotações do euro fecharam em queda. A volatilidade foi forte em todas as sessões. Na primeira metade do dia, a cotação do euro subiu até 1,1710. Nos EUA, contida pela alta de 3,06% no rendimento dos títulos da dívida americana, a moeda única recuou até 1,1652. A demanda por ganhou fôlego depois da notícia de que, a partir do dia 24, a China introduziria tarifas de importação em mais de 5.200 itens de origem estadunidense, num volume de US$ 60 bilhões.

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

Análise técnica

O preço subiu até a máxima da semana passada. Os touros, no entanto, não conseguiram rompê-la, pois as notícias da China forçaram a cotação de volta para a linha das médias móveis.

A máxima da semana passada foi atingida antes do tempo. Se os compradores tentarem de novo, é possível que o preço chegue até 1,1725. A demanda pelo euro pode subir por conta da expectativa de que o Fed não aumentará a taxa de juros devido ao imbróglio comercial com a China.

Do ponto de vista técnico, o par está pronto para uma queda. Estou considerando vários padrões que se encaixam na situação atual. Alguns apontam para uma atualização do nível 1,1652. A questão é outra: afinal, os traders vão reagir a que hoje? Minha previsão é de atualização do euro num nível ainda mais alto, até 1,1766.

A libra esterlina pode se tornar a locomotiva dos principais pares negociados na Europa. Caso os compradores consigam empurrar a cotação de volta para 1,1740, minha expectativa é de novas quedas (linha cinza).

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!