Carteira de ethereum recebeu mais ataques que bancos listados na Fortune – Portal do Bitcoin

A MyEtherWallet (MEW), carteira web para ethereum e tokens, e atualmente uma das mais populares entre os usuários de criptomoedas, tem recebido mais ataques cibernéticos do que todas as 500 instituições financeiras listadas anualmente pela revista Fortune.

De acordo com CCN, que recebeu as informações da empresa de segurança digital Segasec, a MEW tem enfrentado entre 30 e 40 ciberataques a cada semana. A carteira on-line é atualmente usada por mais de 1 milhão de pessoas para armazenar seus tokens ERC-20, o símbolo nativo do blockchain Ethereum.

Apesar de informações e alertas de segurança estarem sempre bem visíveis na página da carteira, muitos usuários descuidados acabam caindo nas mãos dos hackers. Essas tentativas de ataque não são uma surpresa, pois há uma grande quantidade de valiosos tokens na plataforma.

Segundo a CCN, além das medidas básicas de segurança relacionadas a chaves privadas e ferramentas de login, a segurança geral da plataforma é essencial. A Segasec, que agora protege a MEW, já registrou 313 ataques ativos e a onda só cresce, disse o site.

Elad Schulman, CEO da Segasec, explicou que essas estatísticas colocam a carteira entre as principais empresas de criptomoedas atingidas em todo o mundo, e observou que a plataforma foi visada significativamente mais vezes que grandes instituições financeiras.

Esses números agora, inevitavelmente, delegam mais responsabilidade para a empresa de segurança, como aumentar seu efetivo. Eles passaram esses últimos tempos em incansáveis batalhas para identificação de ataques phishing.

Kosala Hemachandra, CEO e fundador da MEW (e antes responsável pela segurança da plataforma) comentou:

“Queremos que nossos usuários se sintam seguros e faremos tudo o que pudermos para que isso aconteça, por isso, a parceria com a Segasec é outro passo importante para proteger nossos usuários de agentes maliciosos”.

Como são os ataques

Na maioria das vezes as ameaças aparecem na forma de páginas ‘fake’ da ‘myetherwallet.com’ com a intenção de enganar os usuários e em grande massa. Os criminosos postam o link dessas páginas falsas em redes sociais e até mesmo fazem anúncios no Google.

No momento, a Segasec está monitorando constantemente 2.746 domínios suspeitos de estarem focados na MEW, para que no caso de progredirem em suas ações a empresa os bloqueie rapidamente.

A proteção contra essas ameaças geralmente é tratada com remoção total através de um bloqueio antes que os usuários sejam expostos a elas. No entanto, é preciso estar sempre atento às investidas sempre reconfiguradas dos hackers.

Em abril deste ano a MyEtherWallet sofreu um ciberataque que resultou em US$ 152 mil roubados numa investida de cerca de 2 horas.

Naquela ocasião, numa terça-feira qualquer, ao se conectarem no site pela manhã, os usuários da MEW se depararam com o seguinte aviso: “Sua conexão com este site não é segura”.

Este erro indica que as informações de autenticação são enviadas para outro ambiente. Os dados que você enviar não estarão protegidos e a interface não é a que você pensa ser.

Quem prosseguiu, mesmo como o aviso, de alguma forma virou vítima, seja por perda de alguma criptomoedas ou de dados pessoais.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/

O post Carteira de ethereum recebeu mais ataques que bancos listados na Fortune apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!