Brasil condena atentado que deixou 25 mortos no Irã – Isto É

O governo brasileiro repudiou, em nota, o ataque terrorista de ontem (22) em Ahvaz, no sudoeste  do Irã. O comunicado do Ministério das Relações Exteriores rechaça a motivação da ação e diz que nada justifica os atos. O atentado provocou 25 mortos até o momento, além de 60 feridos.

“O governo brasileiro condena com veemência o atentado ocorrido”, diz a nota. “Ao expressar suas condolências às famílias das vítimas, seus votos de plena recuperação aos feridos e sua solidariedade com o povo e o governo do Irã, o Brasil reitera seu repúdio a todo e qualquer ato de terrorismo, independentemente de sua motivação.”

A Agência EFE informou hoje (23) que o presidente do Irã, Hassan Rohani, disse que os os autores do atentado de ontem são ligados a um grupo separatista árabe apoiado pela Arábia Saudita. “Sabemos quem são os autores e instrutores e, sem dúvidas, o Irã não deixará este derramamento de sangue sem resposta”, advertiu Rohani em Teerã antes de viajar para Nova York para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York.

O atentado contra um desfile militar na cidade de Ahvaz, no sudoeste do país foi reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), mas as autoridades iranianas responsabilizaram o movimento separatista árabe Alahvazie. 

Sobre a resposta do Irã, o presidente explicou que esta será “dentro da lei e dos interesses do país”. Segundo ele, durante a guerra entre Irã e Iraque (1980-1988) esse grupo separatista apoiou o regime iraquiano de Saddam Hussein contra Teerã e cometeu crimes. “Até Saddam morrer, foram seus mercenários, e depois mudaram de senhores e um país do golfo Pérsico assumiu seus assuntos financeiros, de armas e políticos”, disse em referência à Arábia Saudita.

*Com informações da Agência EFE.

O post Brasil condena atentado que deixou 25 mortos no Irã apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!