MME acredita que mudanças no setor de petróleo serão mantidas

Em palestra a empresários e executivos do setor de petrélo e gás, o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, disse acreditar que a maior parte das mudanças feitas na regulamentação do setor de petróleo serão mantidas pelo próximo governo, a ser eleito em outubro. 

“Eu acredito que prevalecerá o bom senso porque os resultados [do setor] são pujantes e o país precisa disso. Talvez até, dependendo da linha do candidato, possa haver um ajuste para lá ou pra cá, mas eu acredito que isso [a atual regulamentação] vai ser mantido até porque a Petrobras está muito mais forte”, disse Félix, que representou o ministro Moreira Franco  no evento Rio Oil & Gas, no Riocentro, que reuniu integrantes do setor.

Félix ressaltou que a indústria de petróleo e gás do país vem atraindo investimentos. “Acho que a gente tem uma indústria hoje mais unida e os resultados alcançados, são R$ 21 bilhões arrecadados em bônus em apenas um ano, atestam isso”.

5ª Rodada

Sobre a 5ª Rodada de Partilha, que a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) promoverá na próxima sexta-feira (28), Márcio Félix avaliou que todas as quatro áreas ofertadas deverão ser arrematadas pelas empresas petrolíferas.

“O preço do petróleo está tocando a casa dos US$ 80 o barril – na verdade já ultrapassou nesta segunda-feira – a Petrobras já manifestou direito de preferência por uma das áreas, mas tem também a área de Pau-Brasil, que retorna ao leilão, tem as áreas de Titã e de Saturno – que são as que envolvem os maiores valores e deverão ser bastante disputadas”, afirmou.

 

Edição: Carolina Pimentel

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!